Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

Os pilotos brasileiros realizaram o seu primeiro vôo solo em Gripen

(defensa.com) Dias atrás, desde a Base Aérea de Satenas, na região central da Suécia, Os Capitães Gustavo Oliveira Pascotto e Ramon Santos Fórneas, da Força Aérea Brasileira, realizaram seu seus primeiros vôos sozinhos na cabine de caças Gripen, voando acima do Mar do Norte e sobre o oeste do país. Após um desempenho exitoso, foram recebidos, no pouso, por todos os pilotos do F-7, a Ala 7 da aeronáutica militar do país nórdico, o principal centro mundial de todo o sistema Saab Gripen, e onde o treinamento inicial dos seus pilotos (incluindo aqueles dos operadores estrangeiros), costuma se desenvolver.

Os oficiais brasileiros começaram a voar o Gripen JAS 39 supervisados por instrutores suecos, o 14 de novembro passado. O treinamento é complementado por instruções em solo e aulas teóricas.

O intercâmbio deve prosseguir até o fim de abril, quando os militares brasileiros já estarão aptos para cumprir missões de combate com as aeronaves Gripen da Força Aérea da Suécia.

Entre 2019 e 2024, o Brasil deve receber 36 unidades de jatos Gripen da versão NG. Antes. E, até que seja efetiva esta incorporação, devem ser recebidas algumas unidades de séries anteriores, para fazer a cobertura do entorno de Brasília e outras áreas sensíveis, enquanto se processa a chegada dos novos modelos. (Javier Bonilla)


© Copy Right Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.