Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

Japão se torna o primeiro cliente de exportação do V-22 Osprey

O Departamento de Defesa dos Estados Unidos anunciou a assinatura de um contrato para o Gabinete Comum do projeto de Bell-Boeing com o Governo do Japão para a venda de cinco convertiplanes V-22 Osprey no valor de 332,5 milhões dólares. Isto representa a formalização do Japão como o primeiro cliente de exportação para esta aeronave, inclusive à frente de Israel, que suspendeu temporariamente a sua aquisição.

Lembre -se que o Departamento de Estado dos Estados Unidos notificou o Congresso do país em maio deste ano sobre a pretensão japonesa de adquirir 17 unidades do V-22B Block C, cujo valor total chega a US$ 3 bilhões. Portanto, a assinatura de um contrato inicial de apenas cinco dessas aeronaves poderia significar que o contrato tenha sido revisto em baixa ou iria a ser desenvolvido em várias partidas e esta seria a primeira.



Foi especificado que os 17 Osprey devem ser da versão-22B Bloco C, a última versão, que tem um novo radar meteorológico associado com um mapa em movimento que pode fornecer informações sobre o clima e simultaneamente permite a identificação dos navios. Também inclui um novo sistema de ar condicionado e equipamentos de guerra eletrônica e de autodefesa, bem como uma nova cabina com novos painéis, atualizados e coloridos.

O Osprey combina os benefícios de um avião , como a sua alta velocidade de cruzeiro , em torno de 480 quilômetros por hora, bem como a capacidade de pousar e decolar verticalmente. Esses recursos servem ao Japão para apoiar operações anfíbias, um dos objetivos do seu orçamento de defesa atual, além de desempenhar missões humanitárias ou de ajuda na seqüência de catástrofes naturais. Além disso o Japão já tem o Izumo, o primeiro de dois porta-helicópteros a partir do qual irá operar os Osprey. (JNG)


© Copy Right Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.