Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

Fragata FREMM Egípcia já ostenta as cores do país

(defensa.com) No fim do mes de Julho, a fragata do tipo FREMM (Frégate Européenne Multi-Missions) ENS "Tahya Misr" (FFG 1001) da Marinha do Egipto deverá deixar o território Francês com o objectivo de rumar ao Egipto onde no dia 6 de Agosto deverá integrar activamente as comemorações da abertura do novo canal de Suez, um importante ponto estratégico do país e uma das suas maiores fontes de rendimento económico. O acontecimento contará com a presença de autoridades Francesas.

O navio foi formalmente transferido para a Marinha do Egipto no dia 23 de Junho nas instalações do construtor naval Francês DCNS em Lorient na França. O evento contou com a presença do Ministro da Defesa e da Produção Militar do Egipto, General Sedki Sobhy; do Ministro Francês da Defesa, Jean-Yves Le Driand; do Comandante em Chefe da Marinha do Egipto, Almirante Osama Rabie; do Chefe do Estado Maior da Marinha Francesa, Almirante Bernard Rogel; e do máximo responsável da DCNS, Herve? Guillou.

O navio originalmente construído para a Marinha Francesa como FS "Normandie" (D651) e com previsão de entrega para o final de 2014, foi adquirido pelo Egipto no âmbito de um contrato celebrado no dia 16 de Fevereiro de 2015 na cidade Egípcia do Cairo.

Dos equipamentos originais instalados na fragata destinada à França, foram removidos pela DCNS os dois lançadores verticais DCNS SYLVER A70 (SYstème de Lancement VERtical) dos mísseis tácticos de cruzeiro MBDA MdCN (Missile de Croisière Naval) a 8 células cada um; o sistema de guerra electrónica Elettronica Nettuno 4100; e os terminais de comunicações por satélite Thales Communications & Security Surfsat-L. As interfaces foram eles traduzidas para o idioma Inglês.

A DCNS é ainda responsável por formar as tripulações em cooperação com a DCI (Défense Conseil International) NAVFCO, treinar os técnicos de manutenção Egípcios e garantir o apoio logístico e a assistência técnica durante um período de 5 anos e o fornecimento de peças de reposição.

Na marinha da nação do médio oriente, a fragata com um deslocamento máximo de 6114 toneladas e 142.2 metros de comprimento é agora o navio de combate mais tecnologicamente mais avançado e melhor armado.

A força opera hoje como navios de primeira linha algumas fragatas Oliver Hazard Perry (OHP) de origem Norte Americana, fragatas de origem Chinesa e navios Ambassador Mk III de patrulha e armados com mísseis, construídos nos Estados Unidos pela VT Halter Marine.

A partir de 2017, o Egipto receberá as quatro corvetas Gowind 2500 contratadas à DCNS em Julho de 2014. Os quatro navios estarão equipados com o mastro modular DCNS PSIM (Panoramic Sensors and Inteligence Module); o sistema de gestão de combate DCNS SETIS (Ship Enhanced Tactical Information System); o radar de vigilância tridimensional Thales Nederland SMART-S Mk2; o sistema de guerra electrónica Thales Air Systems Vigile 200; mísseis superfície-ar MBDA VL MICA; mísseis anti-navio MBDA Exocet MM40 Block III; e torpedos EuroTorp MU 90.

A DCNS procede actualmente à construção em Lorient de 4 fragatas anti-submarinas da Classe Aquitaine para a Marinha Francesa incluindo os navios FS "Languedoc", FS "Auvergne" e FS Bretagne". As duas primeiras unidades as FS "Aquitaine" (D650) e FS "Provence" (D652) foram entregues em Novembro de 2012 e Junho de 2015 respectivamente à OCCAR (Organisation Conjointe de Coopération en matière d'ARmement) em nome da DGA (Direction Générale de l'Armement). Outras duas fragatas na versão de guerra anti-aérea serão construídas no âmbito do Lei de Programação Militar 2014-2019.  A DCNS entregou ainda em Janeiro de 2014 a fragata "Mohammed VI" (701) à Marinha Real de Marrocos. (Victor M.S. Barreira)

Fotografia 1: Fragata "Tahya Misr", momentos antes da sua entrega à Marinha do Egipto (Victor M.S. Barreira).
Fotografia 2: Celebração da transferência de propriedade da fragata pelas autoridades Francesas e Egípcias e o fabricante (Victor M.S. Barreira).
Fotografia 3: Fragata "Tahya Misr" já sem os lançadores verticais SYLVER A70 (Victor M.S. Barreira).
Fotografia 5: Fragatas FS "Auvergne" e FS "Bretagne" em construção para a Marinha Francesa (Victor M.S. Barreira).


© Copy Right Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.