Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

Estados Unidos ensaia a interceptação de bombardeiros no Atlântico Norte

O Comando Estratégico da Força Aérea dos Estados Unidos realizou o dia 3 de abril  o exercício "Polar Growl", no qual  dois bombardeiros B-52H  Stratofortresses participaram. Os mesmos pertenciam a Ala de Combate No. 5 da Base Aérea Minot em Dakota do Norte, e,  a Ala de Combate nº 2 da Base Aérea Barksdale (Louisiana), desenvolvendo cada um a sua parte do exercício nas áreas do Ártico e Mar do Norte, respectivamente. O bombardeiro que voou a rota do Mar do Norte participou de exercícios de interdição desigual com aeronaves de combate. do Canadá, Reino Unido e Países Baixos. Por sua parte, aquele que percorreu a rota do Ártico foi interceptado por aviões de caça canadense rumo ao  Pólo Norte.

Este exercício permitiu aos tripulantes de aeronaves de combate vir a ensaiar missões  para as quais eles têm trabalhado na navegação e em colaboração com nações aliadas, já que entre as aeronaves que participaram  houve unidades dos  Estados Unidos, Canadá e Holanda. Com exercícios como este, o  Comando Estratégico (STRATCOM) demonstra as suas capacidades de maneira flexível e confiável. Nas palavras dos responsáveis pela STRATCOM, este exercício demonstra a capacidade dos EUA para dissuadir ataques estratégicos e responder a qualquer desafio potencial futuro.

Embora em nenhum momento foi mencionado especificamente, as  manobras parecem responder à crescente presença de aeronaves caça russo nos céus do Atlântico Norte e do Norte da Europa, situação sobre a qual já  tinha avisado a OTAN e que tem motivado um grande número de interceptações por parte de  caças europeus. (JNG)


© Copy Right Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.