Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

Tecnobit no II Curso Internacional do Corpo Nacional de Polícia “Polícia 3.0: Segurança Inteligente”

A firma espanhola Tecnobit apresentou alguns dos seus produtos mais destacados no contexto da segurança no II Curso Internacional da Polícia, organizado pela Polícia Nacional junto a TEDAE (Associação Espanhola de Empresas de Tecnologia de Defesa, produtos de aviação e Espaço), em Carrión de los Condes (Palencia).

Esta segunda edição do curso, cujo objetivo foi o de apresentar os resultados obtidos e os projetos a serem desenvolvidos no âmbito do plano Polícia 3.0, foi aberto pelo secretário de Estado da Segurança, Francisco Martínez, com o diretor do Departamento de Segurança Interna, Alfonso Senillosa, e o diretor-geral da polícia, Ignacio Cosidó, que também foi responsável pela cerimônia de fechamento, juntamente com o secretário de Estado das Telecomunicações e da Sociedade da Informação, Victor Calvo Sotelo.

O curso teve um extenso programa de palestras e uma área de exposição, habilitado no claustro do Mosteiro de San Zoilo, na qual estavam presentes algumas das empresas mais representativas.

Tecnobit participou da exposição estática expondo alguns dos seus produtos mais proeminentes no campo da segurança, como é o Inibidor de freqüência Platinum, um dos seus sistemas de inibição civil, destinado principalmente para a proteção de veículos de várias forças e corpos de segurança do Estado.

Este inibidor programável, de sinais de radiofreqüência (20-2700 MHz), sintetiza perfis de inibição “inteligentes” adequados para cada tipo de tecnologia a inibir: DTMF, CDMA, GSM, UMTS, Wi-Fi, LTE, etc. Os perfis de inibição são gerados por um software específico e baixados para o sistema através da interface USB.

Além disso, a empresa criou outro para se proteger grandes recintos e contra os sinais de sistemas de telefonia móvel. Seu uso é particularmente adequado para a proteção de grandes espaços, como áreas de convenções, mas também pode ser usado para evitar a comunicação dos presos nas prisões etc.

Outro sistema discutido foi a nova versão do TMSDEF (Terminal Movil Seguro Para Defesa) com voz criptografada com SCIP, e-mail, navegação na web e aplicações permitidas dentro do mesmo telefone.

Durante o curso envolvendo mais de 120 alunos, incluindo, além de oficiais superiores da Polícia Nacional, havia representantes de forças policiais de catorze países (Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, França, Holanda, Itália, Marrocos, Mauritânia, México, Nigéria, Peru, Portugal e Uruguai).


Copyright © Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.