Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

Marinha Portuguesa recebe último NPO


(defensa.com) A Marinha Portuguesa rececionou provisoriamente no dia 25 de Novembro o segundo e último navio de patrulha oceânica NPO (Navio Patrulha Oceânico) da Classe Viana do Castelo, o NRP "Figueira da Foz". Este junta-se ao P360 NRP "Viana do Castelo", recebido em Dezembro de 2010 e que entrou ao serviço em Março de 2011. O novo navio entrou ao serviço na mesma data em que foi recebido.Ambos foram contratados em Outubro de 2002 aos Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC) e lançados à água em Outubro de 2005.

Em 2012, as autoridades Portuguesas tomaram a decisão de cancelar um contrato de Maio de 2004 para a construção de dois navios adicionais vocacionados para o combate à poluição e balizamento.

O NPO tem um deslocamento de 1850 toneladas, um comprimento de 83.1 metros, uma velocidade máxima de 21 nós, uma autonomia de 5000 milhas náuticas e é operado por uma tripulação de 38 elementos. O navio foi desenhado para cumprir tarefas de busca e salvamento, patrulha, vigilância, transporte e apoio de tropas, lançamento de minas, combate à poluição e a atividades ilegais e apoio humanitário na Zona Económica Exclusiva nacional.

Os navios receberam recentemente a estação de armas remotamente controlada Oto Melara MARLIN WS (Modular Advanced Remotely-controlled Lightweight Naval Weapon Station) armadas com a peça automática ATK Mk 44 Bushmaster de 30 mm, em substituição das peças de 40 mm L/60 originalmente instaladas nos navios. O navio compreende ainda reparos para metralhadoras e calhas para lançamento de minas navais Mk 55 Mod 2. (Victor M.S. Barreira)

Fotografia: Com a receção do NRP "Figueira da Foz", a Marinha Portuguesa opera agora dois navios do tipo NPO (Marinha Portuguesa).


Copyright © Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.