Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

Austrália responde ao pedido de ajuda contra o Estado Islâmico (IS) com 10 aeronaves, incluindo uma unidade de reabastecimento KC-30A

O primeiro-ministro australiano, Tony Abbott, anunciou publicamente o compromisso de seu governo na luta contra o Estado Islâmico (IS), na Síria e no Iraque, para assim responder ao pedido de ajuda dos Estados Unidos. Abott confirmou que a Austrália irá participar na coligação internacional contra o IS com 10 aeronaves, incluindo oito caças F / A-18, unidades de alerta antecipado (Airborne Early Warning and Control ou EAW&C) Boeing 737 Wedgetail e uma aeronave de reabastecimento em voo  e transporte KC-30A da Airbus Military. Estes aviões devem operar a partir de instalações nos Emirados Árabes Unidos.

 

 

O contingente terrestre será composto do pessoal necessário para a manutenção e comissionamento destes aviões, mas estão se preparando uns 600 membros das forças especiais australianas como conselheiros das forças de segurança iraquianas. Não se pretende que este contingente, que será composto por 400 soldados do Exército e 200 da Força Aérea do Exército, entre em combate.

Abott confirmou que a Austrália está disposta a participar em operações internacionais para enfraquecer o Estado Islâmico dada a ameaça representada por este grupo, não só no Oriente Médio, mas em todo o mundo. (J.N.G.)

Fotografias:
• KC-30 -A da Airbus Military
• Boeing 737 Wedgetail
• F / A-18


Copyright © Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.