Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

Todo o perfil aeronáutica da Leonardo na LAAD

Leonardo exibiu pela primeira vez na região sob sua nova identidade de marca. No entanto, a empresa está presente e ativa no Brasil há mais de 40 anos, contribuindo para a melhoria da segurança no país através da provisão de sistemas e sensores eletrônicos de ponta. Alguns sistemas notáveis fornecidos incluem comunicações táticas para o Exército, sistemas navais e sensores óticos para Fragatas da Marinha Brasileira, sensores e sistemas de combate para a Marinha Brasileira e o Exército Brasileiro.

O maior sucesso foi o fornecimento de uma ampla variedade de sistemas avançados de radares aéreos, em operação na maioria das aeronaves voadas pela FAB (Força Aérea Brasileira). A atual frota brasileira de caças está equipada com o nosso Radar GRIFO, operado atualmente nos caças F-5, e o Radar SCIPIO operado nos A1-M (AMX), desenvolvido conjuntamente pelas indústrias italiana e brasileira. Os sucessos recentes neste domínio incluem o radar táctico Gabbiano T-20 para a aeronave de transporte KC-390, a seleção do radar de vigilância AESA (SeaSpray 5000E Active Scane Array) para a Aeronave de Patrulha Marítima (MPA) P-95 e o fornecimento de uma suíte de sensor avançado para o futuro caça de 5ª geração Gripen-E da FAB.

Leonardo é também um dos principais players no setor de segurança. Mais de 50 países, entre eles a Argentina, contam com as soluções de comunicação multitecnologia crítica da empresa para tornar as cidades, infraestruturas e transportes mais seguros e enfrentar desafios relacionados a emergências naturais e as provocadas pelo homem. Com uma herança de 60 anos nos domínios militar e civil da Gestão do Tráfego Aéreo (ATM), uma base de clientes que abrange mais de 150 países e várias propostas em curso em todo o mundo, a empresa também é capaz de responder à segurança, automação e necessidades de sustentabilidade dos aeroportos.

 

Leonardo tem mais de 200 helicópteros operando no Brasil desempenhando muitos papéis, incluindo transporte executivo / corporativo, aplicação da lei, serviços públicos e transporte offshore. Na LAAD, a empresa apresentará o AW139, atualmente operada pela Policia Federal do Brasil, que já realizou operações em ambientes rudes da Amazônia com desempenho notável. Destaca-se a presença da empresa no setor de segurança do Brasil por um AW119Kx, uma aeronave monomotora recentemente atualizada com glass-cockpit e aviônicos avançados adotada por operadores que buscam uma ampla gama de equipamentos de função. O Estado do Rio Grande do Sul é o primeiro operador para-publico sul-americano de AW119Kx, elevando a frota total da AW119 para seis unidades de polícia e bombeiros.

 

Com o programa de atualização do Lynx para 8 helicópteros progredindo, o primeiro voo está previsto para julho próximo. As alterações recentes ao contrato preveem treinamento mais avançado para os pilotos da Marinha do Brasil, melhoria da taxa de atualização das principais caixas de transmissão e início de estudos para considerar um novo sistema de armas para o Lynx MK21B, e sua nova designação (AH11B para a Marinha do Brasil). A exposição será também uma oportunidade para Leonardo Helicópteros e TAI (como Team Atak) para promover o T129, um formidável novo helicóptero de combate multifunção altamente poderoso e capaz de operar em todos os tempos dia e noite.

 

No setor aeronáutico, a Leonardo tem uma presença importante na América Latina graças a uma forte parceria industrial estabelecida com o Brasil: o programa AMX. A exposição LAAD será uma oportunidade para chamar a atenção para o Leonardo M-346 em suas três variantes: AJT, Advanced Jet Trainer; FT, Fighter Trainer e FA, Fighter Attack, equipados com sistemas de armas e aviônicos para responder às exigências dos países latino-americanos.

No campo das aeronaves de vigilância multimissões, a Leonardo exibirá o ATR 72MP, a aeronave de patrulha marítima mais avançada disponível no mercado, atualmente em serviço com a Força Aérea Italiana. Em novembro do ano passado, um avião C-27J Spartan de missão múltipla mostrou suas capacidades em condições climáticas diversas e extremas durante uma turnê pelos países da América Latina, chegando até a Base Aérea Antártica de Comodoro Marambio na Argentina. (Javier Bonilla)


Copyright © Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.