Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

Venezuela quer desenvolver com a China uma fábrica de satélites de pequeno tamanho

O Ministério do Poder Popular para a Educação Superior, Ciência e Tecnologia da República Bolivariana da Venezuela anunciou recentemente, através de um dos seus boletins de notícias, a criação de uma fábrica de pequenos satélites. A instalação será uma colaboração com a República Popular da China e estará dedicada à concepção e construção de satélites de até uma tonelada de peso.

Ainda este ano vai abrir o Centro de Pesquisas Espaciais e do Desenvolvimento (CIDE), na cidade de Puerto Cabello, estado Carabobo, instalação onde se espera previsivelmente que a fábrica seja localizada. A fábrica irá projetar, montar, integrar e verificar satélites para uso em órbitas baixas, sendo o seu desenvolvimento semelhante ao Francisco de Miranda, que foi lançado em 2012. Estes devem ser utilizados para duas missões : observação da Terra e pesquisa científica.

Venezuela encomendou em outubro do ano passado a construção e o lançamento do terceiro satélite, Antonio José de Sucre, que será o segundo de reconhecimento após o Francisco de Miranda (lançado em 2012) e o de telecomunicações Simón Bolívar (lançado em 2008). Os satélites foram construídos pela empresa chinesa CGWIC (Great Wall Industry Corporation), uma empresa com a qual provavelmente irá colaborar na construção da fábrica de satélites. (JNG)


© Copy Right Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.