Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

Saab Boeing e combinaram num mesmo sistema de armas, um foguete de artilharia com uma bomba aérea de precisão

A companhia norte-americana Boeing e a sueca Saab na Suécia testaram um novo sistema de armas resultado da combinação de um foguete de artilharia de longo alcance e uma bomba aérea de precisão . Especificamente, é a adaptação de um foguete não guiado M26 utilizado no sistema de lançamento do sistema de lançamento múltiplo de foguetes (MLRS – Multiple Launch Rocket System) junto com uma a SDB I (Small Diameter Bomb – bomba de pequeno diâmetro) da Boeing de tal modo que a ogiva do primeiro é substituído ,sendo instalada a bomba aérea, resultando na chamada GLSDB por Ground Launched Small Diameter Bomb. O foguete M26 tem originalmente um alcance de até 38 km e a bomba SDB, uns 110 kg de peso ,oferecendo sistema de orientação GPS / inercial (versão original) para atacar alvos fixos ou (versão SDB II) térmico e radar que lhe permitem atacar alvos guiados em movimento.

Os fabricantes pretendem com este conceito oferecer uma nova arma similar às usadas com precisão a partir de aviões, mas pode ser utilizada a partir de lançadores de terra, na combinação dos dois sistemas testados. O propósito real de negócio é proporcionar uma oportunidade de emprego para os países em que operam este tipo de foguetes em seus sistemas MLRS, mas que assinaram a Convenção sobre a Proibição de Minas Antipessoal, que resultou na remoção do foguete M26, uma vez que foi utilizado para criar campos de minas antitanque a grandes distâncias.

Deste modo, os usuários de lançadores MLRS ainda com disponibilidade de foguetes M-26, podem converter-lo em sistemas precisos de ataque a albos terrestres com esta tecnología. Esta combinação irá permitir alcançar alvos à distância longa (70 a 150 km) de alta complexidade (cavernas a grandes distâncias e alvos de direções diferentes) aproveitando a capacidade de planeio da bomba e a precisão do sistema de orientação. Após o teste, os fabricantes já anunciaram que o sistema estaria pronto para entrega em 2017. (JNG)


© Copy Right Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.