Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

Reino Unido revelou a intenção de adquirir aeronaves P-8 Poseidon.

As autoridades britânicas anunciaram a futura compra de aeronaves de patrulha marítima de longo-raio de ação Boeing P-8 Poseidon como parte integrante do seu plano para reforçar a sua capacidade em proteger os seus interesses marítimos e apoiar a sua frota naval.

A aquisição insere-se no documento de Revisão das Estratégias de Defesa e Segurança (a SDSR, ou Strategic Defence and Security Review), no qual o Reino Unido tenciona investir 178 biliões de libras na aquisição de equipamentos e apoio às suas forças. Nos próximos 5 anos, o país prevê investir 12 biliões de libras na modernização das suas forças armadas onde estão incluídos programas como a aquisição de 9 aeronaves P-8 Poseidon aos Estados Unidos por via do procedimento de Vendas Militares ao Estrangeiro, o FMS (Foreign Military Sales), a extensão de vida até 2040 e modernização dos caças Eurofighter Jadgflugzeug Typhoon FGR4, e a criação até 2025 de duas novas brigadas de combate de elevada prontidão e projetáveis equipadas com o veículo blindado de combate de infantaria General Dynamics UK Ajax, do qual foram contratadas 589 unidades.

O documento permitirá delinear e cobrir as futuras necessidades de defesa do Reino Unido, tendo em conta a proteção dos seus interesses estratégicos hoje e amanhã, responder às ameaças e retos emergentes fora das suas fronteiras em cooperação com nações aliadas.

A modernização dos caças Typhoon incluirá a instalação do radar de varredura eletrônica ativa EuroRadar (uma parceria entre a Selex ES, Airbus Defence & Space e Indra) Captor E-Scan, e serão feitos investimentos na capacidade da aeronave realizar missões de ataque ar-solo, nomeadamente por via da integração do míssil de cruzeiro MBDA Storm Shadow. A Royal Air Force (RAF) beneficiará ainda da criação de outras duas esquadras.

Entre os outros programas relevantes previstos, alguns já em andamento e outros em fase de desenvolvimento, decisão ou planeamento, estão a construção dos porta-aviões HMS Queen Elizabeth e HMS Prince of Wales, a construção de fragatas de guerra anti-submarina e de emprego geral, a compra de submarinos de ataque da Classe Sucessor para substituírem as unidades da Classe Vanguard, a sustentação do programa de aquisição de caças Lockheed Martin F-35B Lightning II, o desenvolvimento e aquisição de diversos tipos de mísseis, e a futura aquisição de viaturas blindadas de rodas para o exército e viaturas articuladas protegidas para os fuzileiros.

O plano de construir 13 fragatas Type 26 GCS que permitiriam substituir as fragatas Type 23 da Classe Duke sofreu um corte e apenas deverão ser encomendadas 8. O documento prevê no entanto a construção de 5 fragatas de emprego geral.

O P-8 Poseidon está baseado na aeronave de transporte comercial Boeing 737-800NG, e foi desenhado para executar missões de luta anti-submarina e anti-superfície, e operações de reconhecimento, recolha de informações e vigilância. Este pode ser equipado com torpedos, mísseis, radares, sensores eletro-óticos e boias acústicas. A aeronave é hoje operada pelos Estados Unidos e Índia, tendo sido escolhida pela Austrália.

Fotografia: Aeronave de patrulha marítima P-8A Poseidon da Marinha dos Estados Unidos (Boeing).


© Copy Right Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.