Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

Reino Unido contrata próxima fase do programa Type 26 GCS

(defensa.com) A Defence Equipment & Support (DE&S) do Ministério da Defesa Britânico contratou ao estaleiro local BAE Systems Maritime a implementação da fase de demonstração do programa de desenvolvimento da fragata Type 26 GCS (Global Combat Ship). O contrato de 859 milhões de libras esterlinas estabelece o financiamento para a aquisição de itens destinados à construção dos navios e ainda a implementação de instalações de teste.

O contrato associado à fase de demonstração a iniciar no próximo dia 1 de Abril acontece depois do contrato da fase de desenvolvimento técnico inicial, e apresenta-se como a etapa mais significativa do programa já que servirá de apoio ao contrato para a fase de construção, esta que deverá ser iniciada em 2016.

A previsão é que sejam construídos e entregues à marinha Britânica um total de 11 navios a partir de 2020 e que permanecerão no serviço ativo até 2060, substituindo progressivamente as fragatas Type 23 da Classe Duke da Marinha Real Britânica.

A fragata foi desenhada para realizar entre outras missões, operações conjuntas e multinacionais de combate, luta contra a pirataria marítima, e apoio humanitário e calamidades públicas. A versatilidade do navio permitirá a operação de helicópteros, embarcações de assalto, veículos aéreos e submarinos remotamente operados e transportar cargas em apoio a situações de catástrofe.

O navio acolherá uma peça de artilharia Mk 45 de 127mm; sistemas de defesa próxima Raytheon Phalanx Block 1B; estações de armas remotamente controladas da MSI Defense Systems armadas com peças automáticas de 30mm; mísseis MBDA UK Sea Ceptor lançados desde células de lançamento vertical; tubos lançadores de torpedos que potencialmente poderão acolher o torpedo BAE Systems Sting Ray Mod 1; metralhadoras em reparos; o radar de busca BAE Systems Artisan 3D; o sonar rebocado Thales Underwater Systems Sonar 2087; e sistemas de navegação, comunicações, de controlo, eletro-óticos e de guerra eletrónica. Este oferece um deslocamento em torno das 6000 toneladas, um comprimento de 148.5 metros, largura de 20 metros, velocidade superior a 26 nós, autonomia de 60, máximo raio de ação de 7000 milhas náuticas e será operado por uma guarnição composta por 118 elementos.

Para implementar o programa, a BAE Systems Maritime apoia-se em acordos de desenvolvimento do desenho celebrados com inúmeros fabricantes internacionais como a Babcock, DCNS, GE Energy Power Conversion, Imtech Marine, Raytheon, Tyco Fire & Integrated Solutions, Rolls Royce, MTU, David Brown Gear Systems e Rohde & Schwarz.
(Victor M.S. Barreira)

Fotografia: A Marinha do Reino Unido deverá receber um total de 11 fragatas Type 26 GCS (BAE Systems Maritime).


© Copy Right Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.