Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

Oferecem menos de 30.000 dólares pelo último Boeing 707 da Força Aérea Brasileira

Na tentativa de doá-lo para o Museu TAM, a oferta para US $ 28.000 feita por um empresário brasileiro é a única proposta econômica para adquirir o FAB 2402, o último Boeing 707 / KC-137 da Força Aérea Brasileira que pertencia ao Esquadrão Corsário.

Trata-se de Paulo Renato Fernández, ex-funcionário da extinta companhia aérea Transbrasil, que já adquiriu dois modelos semelhantes com a Força Aérea Brasileira, incluindo em 2013 o FAB 2401, que foi de uso Presidencial, na época, também com a intenção de doá-lo para o Museu TAM, que não conseguiu fazer porque as autoridades militares insistiram em que a bordo do avião haviam sido instalados sistemas "secretos", e que somente as alternativas ficariam limitadas a revendê-lo a uma fundição, que era tudo o que a FAB permitia, a pesar de que as turbinas e alguns itens de aviónica recondicionados poderiam ser preservados e vendidos.

O FAB 2402 (um Boeing 707/345, matrícula PP-VJX na antiga Varig, como os outros, adquirido à companhia em 1986 e reconfigurado na fábrica), pelo qual não têm sido possível obter os obter quase $ 96.000 dólares solicitados como base para negociar já em duas convocatórias anteriores poderia assim, finalmente ser doado ao Museu ou ser vendido a terceiros interessados (Javier Bonilla).


© Copy Right Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.