Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

Navantia entrega à Royal Australian Navy o Adelaide, segundo navio anfíbio após o Canberra

Foi realizada na cidade australiana de Sydney , a cerimônia de entrega do HMAS Adelaide (L01) à Royal Australian Navy (RAN) por parte do consórcio o qual integra Navantia. A mesma teve lugar nos estaleiros de BAE Systems Austrália em Williamstown, e marca o fim do programa de construção destes dois navios, mas no próximo ano os principais contratantes devem continuar a dar apoio logístico à RAN.

O Adelaide foi lançado na Espanha o 4 Julho de 2012 e mais tarde transportado para a Austrália, aonde chegou em 7 de fevereiro de 2014. O navio terminou os primeiros testes de mar entre 17 e 27 de Junho entre o estaleiro BAE Systems em Williamstown e Sydney, no entorno da base de Garden Island . durante estes testes foram aviados os principais sistemas. Em agosto foram realizados os testes do sistema de combate e das comunicações . Os HMAS Adelaide (L01) e HMAS Canberra (L02) foram construídas em grande parte pela Navantia, em Espanha e transportadas para a Austrália no navio MV Blue Marlin, onde a BAE Systems terminou de instalar o os sistemas para o alojamento do mastro e a ponte .

Lembre-se que tanto o Canberra e o Adelaide estão baseados no Navio de Projeção Estratégica da Armada Espanhola, projetado pelos estaleiros Navantia , que também venderam o conceito à Marinha da Turquia. Dois navios anfíbios do tipo LHD (Landing Helicopter Dock) equipado com cabine de pilotagem e doca inundável. São os maiores navios que nunca possuiu a Marinha Real Australiana, com um deslocamento de 27.500 toneladas, um comprimento de 230 metros, uma largura de 32 e uma profundidade de 27 metros, suas dimensões são espetaculares.  Podem transportar 1.100 pessoas, 100 veículos blindados e 12 helicópteros. A cabine de comando possui seis pontos para operar helicópteros significa que, no caso da Austrália são o Taipan MRH-90 ou MH-60R Seahawk. Em quatro dos pontos também podem operar helicópteros pesados, como o CH-47 Chinook também em serviço na Austrália , onde estes navios serão utilizados para operações anfíbias, mas também podem ser usados para assistência humanitária ou apoio em caso de desastres naturais. (José Maria Navarro Garcia)


© Copy Right Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.