Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

Indra vai fornecer dois radares Lanza 3D à OTAN por 22 milhões de euros e opções para um terceiro

A Indra foi escolhida para fornecer dois radares Lanza 3D de vigilância aérea de longo alcance transportáveis e com capacidade de montagem rápida, também denominados LTR-25, à Agência de Comunicação e Informação (NCI Agency) da OTAN. O valor deste contrato, com um prazo de execução de 36 meses, é de cerca de 22 milhões de euros, podendo ser ampliado aos 36 milhões de euros, com a contratação de uma terceira unidade e material opcional. O contrato foi assinado na última sexta-feira (10 de julho) na sede da Agência NCI em Bruxelas, com a presença do diretor geral da Agência, Tenente General Koen Gijsberg, e o diretor-geral da Indra, Carlos Suárez.

Os Radares de Defesa Aérea Desmontáveis (DADR) farão parte do Sistema de Comando e Controle Aéreo (ACCS), um dos pilares do Sistema de Defesa Aérea e Antimíssil da Aliança Atlântica (NATINAMDS), que pela primeira vez unificará a gestão de todas as operações aéreas, incluindo o suporte ao planejamento e execução de missões.

Os radares LTR-25 estarão completamente integrados com o Sistema de Comando e Controle Aéreo da OTAN, complementando as instalações fixas existentes. Com isso, haverá reforço da vigilância em zonas de especial interesse com maior capacidade de montagem em missões internacionais. Os radares também oferecem capacidade de detecção e acompanhamento de mísseis balísticos.



Cada unidade LTR-25 é composta de um radar primário integrado com um radar secundário e um shelter de operação e geração de potência. O sistema foi desenhado para facilitar seu transporte e ser instalado em locais não preparados, ou seja, pode ser transportado no compartimento de carga de um avião tipo Hércules C130 ou em caminhões. O desenvolvimento da versão transportável do radar Lanza 3D de longo alcance foi iniciada em 2012, dentro de um programa de Compra Pública Inovadora do Ministério da Defesa espanhol, que contou com o apoio do órgão espanhol CDTI (Centro para o Desenvolvimento Tecnológico Industrial). O LTR-25 faz parte da quinta geração da família de radares 3D em banda-L da Indra e incorpora um salto tecnológico que o situa entre os mais avançados de sua classe. Integram-se a ele o apontamento eletrônico do feixe do radar, a digitalização dos dados na própria antena, a técnica monopulso em elevação e Azimut, capacidade anti-clutter, tecnologias mais avançadas de processamento de sinal, capacidade de detecção e acompanhamento de mísseis balísticos e um inovador desenho que facilita e reduz o custo das tarefas de manutenção.

Atualmente, os radares Lanza 3D da companhia são operados nos cinco continentes. Além disso, a Indra mantém uma carteira de pedidos superior a 20 unidades dos distintos modelos da família (de longo alcance, transportável em duas versões e naval), situando-se como uma das líderes neste segmento tecnológico em todo o mundo.


© Copy Right Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.