Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

Exército Brasileiro recebe quatro propostas de viaturas blindadas 4x4

(defensa.com) Quatro fabricantes de viaturas blindadas responderam ao pedido de propostas emitido pelo Diretoria de Fabricação (DF) do Exército Brasileiro (EB) em Outubro de 2014 no âmbito do programa VBMT-LR (Viatura Blindada Multitarefa-Leve de Rodas). Ao procedimento cujo limite para entregar as propostas ocorreu no dia 23 de Janeiro, responderam nesse mesmo dia a Iveco Latin America com o blindado de rodas LMV (Light Multi-role Vehicle) da Iveco Defence Vehicles; a Avibras com o veículo Tupi, uma versão local do Sherpa Light Scout da Renault Trucks Defense (RTD); a BAE Systems Land Systems South Africa com o RG32M LTV (Light Tactical Vehicle); e um consórcio formado pela AM General dos Estados Unidos e a Plasan de Israel com o Modernized Light Tactical Vehicle (MLTV).

As quatro viaturas foram testadas em 2014 no Centro de Avaliações do Exército (CAEx) e homologadas no fim do mesmo ano através da emissão do relatório de apreciação. Entre os requisitos básicos exigidos, a viatura terá que oferecer um peso máximo e 8 toneladas, uma altura máxima de 2,20 metros, uma velocidade máxima em estrada de 90 km/h, uma autónima de 500 km e transportar 5 militares, e o seu compartimento resistir contra minas de até 6 kg e munições perfurantes de 7,62x51 mm.

O programa VBMT-LR compreende a aquisição de 186 viaturas 4x4 em três lotes, compreendendo um primeiro de 32 exemplares e posteriormente mais dois de 77 unidades cada um. O programa compreende ainda a nacionalização da produção, fornecimento de serviços logísticos integrados, treino e peças de reposição, e a integração da estação de armas remotamente controladas REMAX (REparo de Metralhadora Automatizada X) da ARES Aeroespacial & Defesa, e da estação de armas protegida manualmente operada Plattmounts MR550.

O Exército Brasileiro procederá agora à análise das propostas para depois anunciar o vencedor, negociar um contrato e assinar o mesmo. O Departamento de Ciência e Tecnologia (DCT) do Exército Brasileiro será a organização responsável por celebrar um contrato com a empresa escolhida. As primeiras viaturas serão entregues 6seis meses após a assinatura do contrato.
O processo de aquisição conduzido pelo DCT teve como etapas a apreciação, a qualificação e o certame licitatório.

As primeiras 32 viaturas serão entregue diretamente pelo fabricante, as seguintes 77 montadas no Brasil através da transferência de conjuntos de partes ou CKD (Completely Knock-Down); e as restantes produzidas em serie no Brasil com mínimo de 60% de nacionalização dos custos e partes. Todas as 186 viaturas serão entregues na versão multi-tarefa para emprego de unidades de infantaria e cavacaria mecanizada.

Futuramente poderão ser adquiridas viaturas adicionais possivelmente nas versões de morteiro, anti-carro, posto de comando, observação avançada, guerra eletrónica, radar e morteiro. O programa VBMT-LR insere-se no projeto Estratégico do Exército -Guarani (PEE Guarani) que também integra as viaturas 6x6 VBTP-MR (Viatura Blindada Transporte de Pessoal - Média de Rodas) e as viaturas VBR-MR (Viatura Blindada de Reconhecimento - Média de Rodas) 8x8 nas versões de reconhecimento com uma peça de 105mm em torre e de socorro. (Victor M.S. Barreira)

Fotografia 1: Viatura 4x4 LMV nas instalações da Iveco Latin America em Sete Logas no Estado de Minas Gerais (Iveco Latin America).
Fotografia 2: Viatura Tupi adaptada para satisfazer os requisitos do Exército Brasileiro (Avibras).
Fotografia 3: O RG32M LTV é um dos 4 concorrentes ao programa VBMT-LR (BAE Systems Land Systems South Africa).
Fotografia 4: O MLTV é proposto pela AM General e Plasan (AM General).


© Copy Right Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.