Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

Unidades antiterroristas do Exército Uruguaio treinam com Forças Especiais do US Army

Dentro do Programa Anual de Instrução da Companhia Especial Antiterrorista (CEAT), pertencente ao Batalhão de Infantaria Paraquedista No. 14, foi realizado um intercâmbio de especialistas com membros do 7º. Agrupamento de Forças Especiais do Exército dos Estados Unidos foi realizado entre 9 e 13 de novembro.

O objetivo do evento foi a troca de experiências e a melhora das práticas em áreas de forças especiais, com foco na gestão e resposta a situações críticas de contraterrorismo, bem como o planejamento e logística destas operações. Durante cinco dias, foram capacitados especialistas em demolições, armas, comunicações e cuidados táticos de combate no seu modo de paramédicos .

O Comandante do CEAT, bem como os líderes dos elementos de Assalto e Franco-atiradores, unificaram critérios em relação aos procedimentos de comando de tropas em tais operações, bem como técnicas de Assalto Combinado.
Após este intercâmbio, foi realizado um exercício prático no qual obtiveram grandes destaque os integrantes da Esquadra de Assalto do Uruguai que participou este ano na Competição Forças Comando, na Guatemala, onde ganhou o terceiro lugar entre 19 países participantes, desempenho que ultimamente é bastante comum para os comandos do Uruguai nestas competições.

O Batalhão de Infantaria Paraquedista No. 14 é uma unidade de elite cuja missão é liderar Operações Especiais Aero terrestres, em qualquer situação ou de forma independente, em especial quando as Forças Convencionais não podem ser usadas, a fim de alcançar efeitos estratégicos decisivos. As suas companhias, uma delas a CEAT, fundada em 2012, com pouco menos de 100 membros, utiliza ametralhadoras MG 3 e MAG, rifles de precisão, Steyr SH .50, .50 FS Pilgrim, MSG-90 e G22, 600 fuzis de assalto G 36 e G-36C com visores holográficos , G36K e G36KE, Steyr AUG A2 (com lançador de granadas GP-30) AK-101 e AK-102 (também com lançador de granadas GP-30) , Para-Fal, Remington 870 espingardas, metralhadoras MP-5, MP5SD6 e UMP 45, pistolas HK-P30, Glock 17 e Beretta 92, granadas M 67 e de efeito moral, capacetes PASGTm e paraquedas T-10 e MC-5. (Javier Bonilla)


Copyright © Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.