Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

Rosoboronexport apresenta o seu projeto para criar “cidades seguras” na América Latina

A estatal russa Rosoboronexport, está preparando propostas para os países da América Latina nas áreas de segurança de cidades, de fronteiras nacionais, de grandes centros administrativos e instalações consideradas pontos sensíveis, baseado num sistema inteligente multinível e denominado “Cidade Segura”.

Trata-se de um dispositivo que reúne monitoramento e controle de forças, passando por diversas etapas do processo, como por exemplo, previsão e alerta de potenciais situações adversas, sua localização e conseqüente eliminação. A base desta proposta são equipamentos especiais, armamento e outros meios técnicos que seriam dispostos às forças de segurança pública, unidades de elite e equipo de pesquisa, incluindo o material necessário com a finalidade de manter a ordem durante atividades massivas.

A empresa aponta especificamente para o Brasil e os Jogos Olímpicos de 2016, que serão realizados no Rio de Janeiro. Recentemente, nas Olimpíadas de Inverno 2014, que aconteceram em Sóchi, na Rússia, todo este sistema foi empregado e testado em um evento de grandes proporções.

Segundo informa o comunicado oficial, o projeto "Cidade Segura" poderá ser realizado em conjunto com companhias nacionais, permitindo um novo impulso nas relações, econômicas e técnico-militares, entre a Rússia e América Latina, bem como orientações favoráveis à cooperação técnico-científica e industrial. O próprio presidente Vladimir Putin aproveitou a reunião da cúpula dos BRICS no País para estreitar laços de cooperação com alguns chefes de Estado da região, além de divulgar o sistema.


Copyright © Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.