Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

Navantia e US Navy assinam em Rota contrato para a manutenção de quatro ‘Arleigh Burke’


Navantia assinou com o governo dos EEUU, um acordo por uma cifra próxima aos 170 milhões de euros, pelo qual assumir a manutenção dos quatro destróieres da Marinha dos EUA, a classe "Arleigh Burke" e dotado de sistema de combate AEGIS, juntamente com o desdobramento de cerca de 1.100 soldados, entre 2014 e 2015 enmarcados na defesa antimísseis proposta pela OTAN. É a primeira vez que o estaleiro espanhol assina um contrato dessa natureza com a maior marinha do mundo, para a qual têm sido ocasionalmente feito algúm trabalho de reparação, como o realizado em agosto de 2010, a fragata FFG classe, USS John L. Hall F-32 na UP de Reparos de Cádiz.

Os dois primeiros navios, o "Ross" e o "Donald Cook", foram programados para chegar a Rota em março de 2014, enquanto que o "Portery" e "Carney" o fariam durante 2015, de acordo com o calendário da Marinha dos EEUU. O acordo foi anunciado pelo embaixador norte-americano James Costos, será válido por um ano e envolverá seis cargas de trabalho opcional de entre 100 mil e 200 mil horas por ano, dependendo das necessidades dos navios, para a área de reparos da Navantia na Baía de Cádiz. Ao executar o contrato de seis anos de previsto, a carga de trabalho pode exceder ao milhão e meio de horas.

A experiência da Navantia na construção de navios da Armada Espanhola, que integram sistemas semelhantes aos da maior parte da frota da Marinha os EUA, tem sido um fator decisivo para a US Navy à hora de confiar na Navantia estes trabalhos, num contrato de grande importância para os estaleiros espanhóis, não tanto para a economia quanto para a imagem de confiança por parte da Marinha com maiores níveis de exigência no mundo.


Copyright © Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.