Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

A Navantia ofereceu um navio de reabastecimento baseado no “Cantabria” a Nova Zelândia, que está licitando a este respeito

O governo da Nova Zelândia anunciou o dia 10 de julio, que pretende adquirir  um navio de reabastecimento para substituir o HMNZS Endeavour, que será desprogramado em 2018.

Navantia respondeu à Request for Information (RFI) apresentando uma oferta baseada no desenho do navio de reabastecimento de combate (AOR) Cantabria  em serviço na Armada Espanhola . A inícios de 2015 começariam a serem recebidas as propostas (Request for Tender), para decidir a compra provavelmente em 2016.
Uma vantagem para a Navantia,é que a Real Marinha da Nova Zelândia, mantém certa comunal idade com a Real Marinha da Austrália , com a qual a firma espanhola leva dois anos trabalhando , e que empregou , justamente o Cantabria durante um ano.

O governo neozelandês publicou em 2010 um White Paper recolhendo as necessidades futuras da RNZN ,entre elas, a possibilidade de vir a adquirir um navio de reabastecimento , que, além de combustível , possa cobrir os desdobramentos das Forças Armadas neozelandesas no exterior.

Para este objetivo e necessário uma proposta mais versátil que a do atual “Endeavour”, que basicamente trata-se de um navio –tanque , aspecto pelo qual ser capaz de complementar ao HMNZS Canterbury no apoio logístico de uma força naval será um requerimento. Deverá poder transportar uma grande quantidade de combustível naval , aeronáutico, veículos, suprimentos e munição, além de operar um helicóptero médio, do tipo NH 90 ou Kaman Seasprite.

Nova Zelândia quer dispor de navio polivalente deste tipo, não só para as missões militares, mas também para apoio em  desastres naturais ou humanitários e até mesmo para apoiar as operações na Antártida, as que exigem adaptações especiais. (J.N.G.)


Copyright © Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.