Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

O Ministério da Defesa do Peru avalia as reclamações apresentadas contra o concurso para a modernização da BMR-600 assignado à espanhola Quatripole

O Ministério da Defesa (MINDEF) peruano estaria avaliando os antecedentes da convocatória internacional para modernizar os BMR 600. As postulantes Expal, Fluidmecanica Sur e Recambios JPG, apresentaram queixas contra a adjudicação, argumentando terem sido incumpridor uma série de procedimentos, inclusive falta de reconhecimento dos Certificados PECAL/AQAP (Sistema de Certificação de Qualidade) e que a documentação apresentada por Quatripole é insuficiente para acreditar a sua experiência- a través de cópias de notas fiscais ou historial de serviços já efetuados, motivo pelo qual deveria ser desqualificada, de acordos aos manuais do próprio ministério.

Em meados de outubro, a Marinha do Peru, através da Direção de Contratação (DIRCOMAT) concedeu à empresa um contrato à espanhola Quatripole  para modernização global e manutenção dos 16 BMR-600 veículos anfíbios do Corpo de Fuzileiros Navais. O contrato, projetado para estender a vida útil de pelo menos 15 anos, é estimado em cerca de 11.500 mil dólares e incluem, entre outros, a reconstrução do casco e instalação de um novo motor diesel (similar ao Scania DS9 Mil 310 HP), juntamente com a revisão e reparação do sistema de transmissão, a instalação de novas unidades elétricas, hidráulica e freios, suspensão e direção, hidrojato e periscópio, e a inclusão de um anti-fogo e anti-explosão, e outro de ar condicionado. Além disso, atualizará o sistema de armas e colocará equipamentos de comunicação novos, GPS e visão noturna.


Copyright © Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.