Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

México e Taiwan receberão fragatas OHP

(defensa.com) O Presidente dos Estados Unidos, Barak Hussein Obama assinou recentemente o documento que autoriza a transferência para Taiwan e México de 6 fragatas da Classe Oliver Hazard Perry (OHP) ou FFG-7. Estas potenciais transferências foram também aprovadas pelo Congresso dos Estados Unidos o que viabiliza legalmente a cedências dos navios às nações aliadas.

A confirmar-se a futura transferência no âmbito da Acta de Transferência de Navios Militares de Novembro de 2013, a Marinha do México receberá as unidades Curts (FFG-38) e McClusky (FFG-41), e a Marinha de Taiwan ficará com os navios Taylor (FFG-50), Gary (FFG-51), Carr (FFG-52) e Elrod (FFG-55).

Das unidades a transferir, ainda se encontram ao serviço da Marinha dos Estados Unidos a McClusky recebida do estaleiro hoje extinto Todd Pacific Shipyards Corporation em 1983, a Taylor recebida do estaleiro Bath Iron Works (hoje General Dynamics Bath Iron Works) em 1984, a Gary entregue pela Todd Pacific Shipyards Corporation em 1984, e a Elrod recebida da Bath Iron Works em 1985. Estas 4 unidades deverão ser retiradas do serviço durante o ano de 2015. As restantes unidades Curts e Carr foram retiradas do serviço em 2013.

As propostas de 2013 de transferir navios similares para o Paquistão e Tailândia falharam aparentemente por questões políticas. A Marinha dos Estados Unidos incorporou no passado um total de 51 navios nas configurações de casco curto e casco longo.

Desconhece-se ainda se os navios que serão cedidos através do programa EDA (Excess Defense Articles) incluirão qual o armamento presentemente instalado. Hoje as unidades ainda em serviço conservam o sistema de protecção próxima Mk 15 Phalanx Block 1B, a peça de artilharia de 76/62 mm Mk 75, lançadores Mk 32 de torpedos Mk 46 e Mk 50, a estação naval de armas remotamente controlada Mk 38 armada com uma peça automática de 25 mm, e lançadores de engodos Mk 36 SRBOC. Todas as fragatas ao serviço da Marinha dos Estados Unidos tiveram o seu sistemas Mk 13 Mod 4 de lançamento de mísseis superfície-ar SM 1 e anti-navio RGM-84 Harpoon substituído pela estação de armas Mk 38. Como condição para a transferência dos navios, as acções de reparação e manutenção dos mesmos terão que ser realizadas obrigatoriamente por um estaleiro localizado nos Estados Unidos.

Em ambos os países, a incorporação de similares unidades de combate de superfície aumentará a capacidade de dissuasão militar já que elas estão completamente capacitadas para intervir eficazmente em zonas litorais e oceânicas tanto em missões convencionais como assimétricas. Estima-se que estas unidades poderão no futuro passar por um programa de modernização com a intenção de substituir alguns dos seus sensores e possivelmente incluir a integração de novo armamento, obrigando a um pesado investimento por parte das duas nações.

O desenho OHP com vocação para guerra anti-submarina e incorporando uma limitada capacidade de luta anti-aérea é na actualidade operado pelas marinhas da Austrália, Bahrein, Egipto, Espanha, Polónia, Taiwan e Turquia.

O Comando das Forças Navais Turcas opera hoje 8 fragatas do tipo OHP que formam a Classe Gabya. Todas foram modernizadas com o sistema de gestão de combate GENESIS (Gemi Entegre Sava? ?dare Sistemi) desenvolvido pela empresa pública local Havelsan-Hava Elektronik Sanayi ve Ticaret. As unidades Giresun (F491), Gediz (F495), Gokova (F496) e Goksu (F497) receberam ainda outros melhoramentos significativos incluindo o sistema de lançamento vertical de mísseis superfície-ar de 8 células Mk 41 VLS da Raytheon e o radar tridimensional de vigilância aérea e de superfície SMART-S Mk 2 da Thales Nederland, e foi modernizado o director de tiro. (Victor M.S. Barreira)

Fotografia: Fragata OHP do Comando das Forças Navais Turcas, aqui a Gediz (Cem Devrim Yaylali).


Copyright © Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.