Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

Mais de 34.000 assinantes pedem ao Ministério da Defesa conceder asilo aos tradutores das tropas espanholas no Afeganistão

Uma petição online pedindo para o Ministério da Defesa para conceder asilo a tradutores afegãos que trabalharam com as tropas espanholas em Badghis, Afeganistão, já recebeu cerca de 35 mil assinaturas de apoio e 14 mil delas chegaram na semana passada. A petição foi iniciada na plataforma Change.org por Ana Ballesteros, PhD em Estudos Islâmicos especializadas em países como o Afeganistão e o Paquistão. Ballesteros observa que "as tropas espanholas na província de Badghis, no Afeganistão, podem estar voltando para casa, mas os tradutores que estiveram lá se desempenhando como intérpretes ficam lá, temendo  pela sua integridade física. Espanha tinha cerca de 40 tradutores lá. Alguns já se mudaram para outras partes do Afeganistão, mas outros temem por suas vidas. A hostilidade de parte da população em relação a eles por ter colaborado e trabalhado para as tropas estrangeiras os coloca no centro das atenções. "
Além disso, lembra que "outros países com tropas internacionais no Afeganistão têm dado abrigo a seus intérpretes afegãos, considerando que deixá-los no país após a retirada das suas forças é condena-los a uma situação de total desamparo por causa de possíveis represálias do Taliban". Por isso, convoca ao Ministério da Defesa "para cuidar dessas pessoas e não deixá-los desamparados".


Copyright © Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.