Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

Indra obteve um contrato de radares no Equador por 80 milhões de dólares

(defensa.com) Rafael Correa, presidente do Equador, anunciou que tinha sido escolhida uma firma espanhola para a compra dos radares de vigilância aérea. Uma vez que nos participantes nesta competição participa a empresa Indra, seria para este grupo de tecnologias de comunicação multinacionais e defesa adjudicado o contrato, agora no valor de cerca de US $ 80 milhões (embora inicialmente anunciou-se o preço de 100 milhões).

 

 

Este programa visa implantar no Equador uma rede de radares para evitar a entrada no país de aeronaves envolvidas no tráfico de drogas. Anteriormente o país adquiriu da empresa chinesa CTEC, radares para essa finalidade em US $ 60 milhões, mas depois de verificar que não atendiam aos requisitos, foram recuperados os 36 milhões que foram entregues com antecedência e convocado no início de outubro, um novo concurso.

Espanha também cooperará com o Equador para combater a espionagem cibernética e no desenvolvimento de uma indústria de defesa, disseram autoridades. O ministro da Defesa espanhol Pedro Morenés, disse em entrevista ao jornal “El Telégrafo”, que a Espanha "vai cooperar com o governo do Equador" para atender às suas próprias necessidades no campo. A assistência será implementada através da empresa Ingeniería de Sistemas para la Defensa de España (ISDEFE).


Copyright © Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.