Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

Holanda contrata um radar da família NS100 à Thales Nederland

(defensa.com) A organização Holandesa de aquisição de material bélico DMO (Defensie Materieel Organisatie) contratou à empresa local Thales Nederland uma unidade do radar modular de vigilância da família Naval Smarter 100 (NS100) para instalação no navio de transporte anfíbio "Rotterdam" (L800) da Marinha Real Holandesa (Koninklijke Marine).

O radar será instalado durante o segundo semestre de 2017 coincidindo com período de manutenção planeada do navio. Este substituirá o actual radar de busca DA08 produzido e instalado no passado pela Hollandse Signaalapparaten, hoje Thales Nederland.

O NS100 caracteriza-se por ser um radar tridimensional rotativo multi-feixe de dois eixos que opera nas bandas-E e -F da NATO e que incorpora tecnologia de varrimento electrónico activo e onde foram integrados blocos de transmissão do tipo Rx e Tx.

Este permite a detecção, identificação e classificação de possíveis ameaças aéreas e de superfície, transmitindo as indicações obtidas para o sistema de gestão de combate, a partir do qual poderão ser empregue os sistemas de defesa que armam o navio na neutralização da ameaça em aproximação.

Especificamente o radar permite a vigilância tridimensional continua aérea e de superfície apoiando a operação de helicópteros, direcção de tiro e a auto-protecção, respondendo com rapidez no tratamento especial, detecção e acompanhamento automático de diversos alvos incluindo veículos aéreos não tripulados e pequenas embarcações rápidas, e no apoio ao emprego de mísseis activos.

O NS100 que hoje está disponível nas versões NS103, NS106 e NS110, foi desenhado para operar a partir de múltiplas plataformas de superfície como navios de patrulha costeira e oceânica, de ataque e de apoio, corvetas e fragatas.

A estrutura plana da antena incorpora um radar de frequência modulada continua por ondas Scout Mk3 que opera na banda-X, a antena do sistema de identificação amigo ou inimigo que opera no modo 5/S, uma câmara de infravermelhos para vigilância próxima e alerta, a antena e o receptor do sistema automático de identificação (AIS) e a antena e o receptor do sistema automático de transmissão e vigilância auxiliar (ADS-B).

Ao radar estão ainda associados o controlador da rotação, a unidade de processamento, a unidade de controlo e arrefecimento, o terminal de manutenção e outros equipamentos electrónicos associados. A antena vem disponível em dois modos de controlo da rotação, "standard" e "estendido".

A definição do NS100 teve início em 2011, tendo já sido concluídos os trabalhos de integração e qualificação do sistema. A produção de um primeiro lote de radares teve início em 2013, e durante o verão de 2015 o fabricante prevê que sejam realizados os testes de aceitação de fábrica pelo primeiro cliente do radar que adquiriu 8 sistemas, e que estima-se sejam para os 8 navios de patrulha LMV que a ST Marine constrói para a Marinha de Singapura. (Victor M.S. Barreira)

Fotografia 1: Radar NS100 instalado numa torre de testes existente nas instalações da Thales Nederland em Hengelo na Holanda (Thales Nederland).
Fotografia 2: O navio de transporte anfíbio "Rotterdam" da Marinha Real Holandesa receberá em 2017 um radar NS100 (Victor M.S. Barreira).


Copyright © Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.