Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

Helicópteros Caracal receberão novas capacidades

Os helicópteros táticos multi-missão Eurocopter EC725 Caracal das Forças Armadas Francesas vão passar por um processo de incremento de capacidades. Nesse âmbito e a termo, a DGA (Direction Générale de l´Armement) prevê introduzir diversos melhoramentos no modelo adquirido a 19 exemplares e largamente empregue em missões de busca e salvamento convencional e de combate, transporte táctico, evacuação médica e de feridos, extração de forças em combate e operações especiais.
Para permitir que este possa desempenhar um leque alargado de missões com maior eficácia, serão integradas no modelo a capacidade de comunicação por satélite através da instalação de um terminal de receção, um sistema de enlace de dados táticos do tipo L16 e o sistema de armas de 20 mm SH 20 da Nexter Systems, para além da implementação de um plano de otimização da manutenção do respetivo helicóptero. O SH 20 consiste num reparo retrátil armado com uma peça de 20 mm 20 M621 instalado num interior do helicóptero, permitindo uma elevada capacidade de fogo tanto para auto-protecção como para apoio a tropas no terreno.


A termo, a DGA prevê também equipar toda a frota com o sistema eletro-ótico de observação Sagem EUROFLIR 350, já que neste momento apenas as cinco últimas unidades recebidas estão equipadas com esta tecnologia. Deverá também ser introduzida a capacidade de reabastecimento em voo a partir da aeronave de transporte tático Airbus Military A400M Atlas.


Foram conduzidas diversas experiencias que permitiram testar nos soluções. Nesse âmbito a Sagem acoplou o seu sistema eletro-ótico Odin no reparo que suporta a metralhadora ligeira FN Herstal MAG 58M de 7.62 mm e foram efetuadas operações de reabastecimento em voo diurno com uma aeronave Lockheed Martin KC-130J Super Hercules da Força Aérea Italiana.


O EC725 Caracal incluí dois motores Turbomeca Makila 2A1 com tecnologia FADEC (Full Authority Digital Engine Control) de duplo canal, sistema de navegação inercial Sagem Sigma 95 acoplado a um sistema de posicionamento por satélite, placas de proteção balística na cabine, sistemas de comunicações PR4G, Saturn e Have Quick II, um radar meteorológico e de busca, um piloto-automático de 4 eixos, sistemas de guerra eletrónica e de auto-proteção, duas metralhadoras MAG 58M montadas em reparos, e dois guinchos, um hidráulico e outro elétrico.


Dos 19 helicópteros adquiridos pela DGA em três lotes separados compreendendo uma encomenda de 4 unidades, outra 10 e uma última de 5 cujo último exemplar foi entregue em Fevereiro de 2013, 8 unidades são operadas pelo 4º Regimento de Helicópteros das Forças Especiais (4e Régiment d'Hélicoptères des Forces Spéciales-4e RHFS) da aviação ligeira do Exército Francês (Aviation Légère de l'Armée de Terre-ALAT) sedeado em Pau, e 11 fazem parte do acervo da Força Aérea Francesa operados pelo esquadrão EH01/067 "Pyrénées" sedeado na Base Aérea de Cazaux e pelo Grupo Aéreo Misto GAM 56 (Groupe Aérien Mixte) "Vaucluse" de Evreux.


Para além da França, o EC725 foi adquirido pelo Brasil, Indonésia, Malásia, México e Tailândia.


Fotografia 1: EC725 Caracal da Força Aérea Francesa, aqui com o sistema de observação giro-estabilizado Euroflir 350 (Victor M.S. Barreira).
Fotografia 2: Helicóptero EC725 da Força Aérea Mexicana (Victor M.S. Barreira).


Copyright © Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.