Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

O General De Nardi deixou o comando do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas do Brasil

O General do Exército José Carlos De Nardi deixou o Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA), do Ministério da Defesa do Brasil, posição que, desde que foi inaugurado, ele ocupa desde 2010, criada para coordenar ações comuns da Marinha, do Exército e da Força Aérea.

De Nardi foi responsável pela consolidação dos esforços de interoperabilidade e para uma ação coordenada pelas forças armadas em diferentes operações militares, bem como a organização da segurança, pelo Ministério da Defesa, em grandes eventos como a Copa das Confederações (2013), o Dia Mundial da Juventude (com a visita do Papa) e a Copa do Mundo de 2014. Em relação às Olimpíadas de 2016 do Rio, o ex-chefe militar desejava aumentar os requerimentos de vistos para turistas de diversas origens, o que era resistido por boa parte do governo.
No seu lugar, assume o cargo o Almirante Ademir Sobrinho, até agora, o chefe do Chefe de Operações Conjuntas (CHOC), e antigo chefe de logística do EMCFA. Ao longo de sua carreira, ele ocupou, entre outras, as seguintes funções:
Foi Chefe do Departamento de Armamento da fragata Independência, comandante do navio-patrulha fluvial Rondônia, adido naval na Itália e comandante da flotilha do Amazonas. Foi também chefe do Estado-Maior do Comando do 8° Distrito Naval, subchefe de organização do Comando de Operações Navais, comandante do Centro de Instrução Almirante Wandenkolk, diretor de ensino da Marinha e comandante do Quarto Distrito Naval (sediado em Belém e com jurisdição sobre toda a Amazônia).
(Javier Bonilla)


Copyright © Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.