Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

França e Reino Unido reforçam cooperação

(defensa.com) À margem da cimeira Franco-Britânica realizada no dia 31 de Janeiro de 2014 em Oxfordshire perto de Londres, entre o Primeiro-Ministro Britânico David Cameron e o Presidente da República Francesa Francois Hollande, o Ministro da Defesa Francês Jean-Yves Le Drian e o seu homólogo Britânico Philip Hammond concluíram a formalização de diversos acordos de cooperação. Os acordos agora celebrados permitirão estender a cooperação de ambos países na área da defesa.

Durante o encontro dos responsáveis pelas pastas da defesa, foi aprovada a implementação do estudo de viabilidade da nova fase dos trabalhos com vista ao desenvolvimento de um veículo aéreo de combate não tripulado. Estes trabalhos a serem financiados ao longo de dois anos por um montante de 145 Milhões de Euros, incorporam a arquitetura de sistemas, tecnologias chave e meios de simulação. Esta decisão vem confirmar a fase preparatória decidida em Julho 2013 e que implica as empresas Dassault Aviation et BAE Systems como máximas responsáveis dos projetos e outras como a Thales, Selex ES, Safran e Rolls-Royce. A Britânica BAE Systems desenvolve já o Taranis, sistema de combate não tripulado que poderá contribuir para o desenvolvimento do projeto Franco-Britânico.

Um memorando de entendimento foi assinado para o lançamento da fase de desenvolvimento e produção do míssil anti-navio guiado para helicópteros. O míssil designado por ANL (Anti Navire Léger) em França e FASGW (Future Air to Surface Guided Weapon) pelo Reino Unido destina-se aos helicópteros Wildcat HMA Mk2 da Royal Navy e Panther Mk2 da Marine Nationale e possivelmente aos NH 90 Caïman Marine Franceses. O míssil será produzido pelo fabricante Europeu de mísseis MBDA e os seus parceiros industriais, permitindo a consolidação da indústria de mísseis de ambos os países.

No âmbito de um projeto de cooperação na guerra de minas, ambos ministros da defesa assinaram um memorando de entendimento para iniciar o desenvolvimento do protótipo de um veículo submarino remotamente controlado destinado a neutralizar minas navais.

Os dois ministros aceitaram ainda investir no centro de desenvolvimento, fabricação e apoio de armas atómicas de Aldermaston no Reino Unido para assim permitir a partilha de dados técnicos e científicos para futura investigação conjunta, desenvolver a cooperação entre os exércitos de ambos os países em áreas como os equipamentos e a interoperabilidade, proceder com o desenvolvimento de uma força conjunta expedicionária, contribuir para as missões internacionais de apoio à paz, proceder com os esforços nas áreas do combate ao terrorismo, trafico de armas e drogas, e discutir um arranjo técnico que permita o intercambio com pilotos e técnicos de manutenção Britânicos da experiencia obtida com a operação da aeronave de transporte A400M Atlas, e incluir pilotos Francesas no emprego das aeronaves Britânicas de transporte e reabastecimento em voo Voyager K2/K3.

Ambos os países celebraram em Novembro de 2010 o tratado de Lancaster House para a cooperação nas áreas da defesa. (Victor M.S. Barreira)

Fotografia : O desenvolvimento do míssil ANL/FASGW é hoje um importante projeto de cooperação entre a França e o Reino Unido (MBDA).


Copyright © Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.