Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

França admite ao serviço ativo a primeira fragata FREMM

A Marinha Francesa (Marine Nationale) admitiu ao serviço ativo a primeira fragata multimissão FS "Aquitaine" (D650) no dia 2 de Dezembro depois do navio configurado para a guerra anti-submarina ter sido entregue pelo seu construtor, a DCNS à Direction Générale de l’Armement (DGA) em Novembro de 2012. Entre a data de entrega e a entrada ao serviço ativo, a primeira unidade da Classe Aquitaine passou por diversas fazes de testes no âmbito do procedimento de verificação da condição militar. Durante esta etapa, a fragata do tipo FREMM foi submetidA a um programa exigente de experimentação, emprego e avaliação durante o qual todos os seus sistemas foram extensivamente testados em diversas condições operacionais e cenários geográficos.

 

Entre os eventos realizados, destacaram-se o lançamento do primeiro míssil superfície-ar MBDA Aster 15 no dia 4 de Fevereiro de 2013, o primeiro lançamento em 12 de Maio de 2015 do míssil anti-navio MBDA Exocet MM40 Block 3, o primeiro tiro do míssil de cruzeiro de longo-alcance MBDA MdCN no dia 19 de Maio de 2015, e o primeiro lançamento do torpedo leve EuroTorp MU 90 executado no dia 22 de Junho de 2015.

 

O navio de combate foi a primeira de 8 fragatas contratadas. As autoridades francesas encomendaram inicialmente a construção de 11 navios ao estaleiro DCNS através da OCCAR.

 

Dos 8 navios recebidos até 2022, os dois últimos serão configurados para operações de guerra antiaérea em substituição das fragatas F70AA FS "Cassard" (D614) e FS "Jean Bart" (D615). As duas unidades designadas por FREDA não receberão o sonar rebocado CAPTAS 4 e os dois lançadores de mísseis MdCN, mas sim lançadores de mísseis superfície-ar Aster 15 e Aster 30. Os seis navios configurados para ações anti-submarinas permitirão substituir progressivamente as fragatas F70ASM da Classe Georges Leygues.

 

A FREMM francesa oferece um deslocamento de 6000 toneladas, um comprimento de 142 metros, uma velocidade máxima de 27 nós, um alcance de 5000 milhas náuticas, uma autonomia de 45 dias e é operado por 108 elementos, incluindo o destacamento do helicóptero NH Industries Caïman Marine.

 

O armamento dos 6 navios iniciais consiste no sistema OTO Melara Super Rapid de 76 mm; 16 mísseis MdCN lançados por dois lançadores verticais DCNS SYLVER A70; 16 mísseis Aster 15 lançados por dois lançadores SYLVER A43; 8 mísseis MM40 Block 3; 19 torpedos EuroTorp MU 90; dois sistemas anti-torpedos DCNS Contralto-V; dois sistemas de lançamento de engodos Sagem NGDS; e duas estações de armamento remotamente controladas Nexter NARWHAL 20B armadas com peças automáticas de 20 mm.

 

Entre os restantes principais equipamentos presentes na FS "Aquitaine" estão o sistema de gestão de combate DCNS SETIS com 17 consolas multifunções; o sistema DCNS BEST de propulsão híbrida do tipo CODLOG; o sistema integrado de navegação e controlo da plataforma DCNS SHIPMASTER; o radar multifunção Thales HERAKLES; o sistema de vigilância panorâmica Thales ARTEMIS; o sistema de observação Sagem Vigy MM; um radar de navegação Northrop Grumman Sperry Marine VisionMaster FT250; dois radares de vigilância Terma Scanter 2001; o sonar de casco Thales UMS 4110 CL; o sonar rebocado Thales CAPTAS 4; terminais militares de comunicações por satélite Thales Surfsat-L integrados à rede SYRACUSE III; o sistema integrado de comunicações Thales Aquilon; sistemas de navegação inercial Sagem SIGMA 40; e sistemas de guerra eletrónica R-ESM e C-ESM da Thales e R-ECM da Elettronica.

 

A Marine Nationale recebeu em Junho de 2015 uma segunda FREMM, a FS Provence (D652). As FS "Languedoc", FS "Auvergne" e FS "Bretagne" encontram-se em vários estados de testes e construção.

 

Para além das planeadas 8 fragatas FREMM, a Marine Narionale opera hoje as fragatas de defesa antiaérea da Classe Horizon FS "Forbin" (D620) e FS "Chevalier Paul" (D621) adquiridas em Outubro de 2000 e admitidas ao serviço em Outubro de 2010 e Junho de 2011 respetivamente, e contará no futuro com 5 fragatas FTI, estas que permitirão substituir as fragatas da Classe La Fayette.

 

Entre os dias 5 e 15 de Outubro, a fragata francesa participou no exercício Joint Warrior 2015 realizado ao largo da Escócia. O navio juntou-se logo depois ao evento At Sea Demonstration 2015 (ASD15) executado de 18 a 25 de Outubro no âmbito do fórum Maritime Theater Missile Defense (MTMD), e no qual participaram ainda os navios ZrMs "De Zeven Provinciën" (F802), USS "Ross" (DDG 71), USS "The Sullivans" (DDG 68), KNM "Fridtjof Nansen" (F310), SPS "Juan de Borbón" (F102), HMCS "Montréal" (336), HMS "Dauntless" (D33) e ITS "Andrea Doria" (D553).

 

Fotografia: Fragata francesa FS "Aquitaine" durante testes realizados ao largo da Base Naval de Brest, onde o navio está baseado (Victor M.S. Barreira).


Copyright © Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.