Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

Fragata Espanhola "Blas de Lezo" visitará Istambul

(defensa.com) A fragata da Marinha Espanhola F-103 SPS "Blas de Lezo" visitará a cidade Turca de Istambul ainda este mês. Esta visita que terá lugar de 25 a 27 de Julho e organizada pela Embaixada Espanhola em Ancara pode ser entendida como uma forte tentativa de apoio das autoridades Espanholas ao construtor naval Espanhol Navantia que prevê oferecer a fragata F-100 Flight 2 ao organismo Turco de aquisição de armamento SSM (Savunma Sanayii Mustesarligi). Este último poderá abrir no final do ano ou início de 2014 um processo de aquisição no âmbito do projeto TF 2000 destinado a adquirir 4 fragatas de defesa anti-aérea a construir na Turquia para o Comando das Forças Navais Turcas (Turk Deniz Kuvvetleri Komutanligi).
A proposta da Navantia terá como parceiros a Marinha dos Estados Unidos (USN) e a empresa Lockheed Martin, ambas responsáveis pelo sistema de combate AEGIS que equipa todas as fragatas do tipo F-100 já entregues e em construção e incluirá o radar tridimensional multi-função Lockheed Martin SPY-1D(V) e a transferência de tecnologia para a construção na Turquia dos navios em colaboração com um parceiro local ainda não definido. A existência do AEGIS na fragata F-100, pode fazer com que a possível proposta Espanhola seja particularmente apreciada pelas autoridades Turcas já que o fabricante do sistema de combate associou-se à empresa Turca Havelsan Hava Elektronik Sanayi Ve Ticaret em 2011 através de um memorando que já permitiu unir a solução tecnológica ao sistema de gestão de combate GENESIS (Gemi Entegre Sava? ?dare Sistemi), este último que deverá equipar as futuras fragatas.

Cinco unidades do tipo F-100 equipam a Marinha Espanhola como Classe Álvaro de Bázan, a última das quais a F-105 SPS "Cristóbal Colón" do tipo F-100 Flight 2 entregue em 2012 compreende diversos melhoramentos. Em comparação com as F-100 de primeira geração ou F-100 Flight 1, a F-100 Flight 2 de 6,041 toneladas de deslocamento e 133.20 metros de cumprimento compreende entre outros novos sistemas, o radar SPY-1D(V), duas estações remotamente controladas BAE Systems Mk 38 Mod 2 armadas cada uma com uma peça automáticas de 25 mm acoplado a um sensor electro-óticos de seguimento e observação, radares de navegação Indra ARIES, o sistema de controlo da plataforma Navantia Sistemas SICP (Sistema Integrado de Control de la Plataforma), a direção de tiro Navantia Sistemas Dorna 2, um sistema de comando e controlo com arquitetura de rede aberta desenvolvido pela Navantia Sistemas, dois motores a Diesel de 5650 Kw, um sistema de governo frontal com 850 Kw para facilitar a manobra do navio quando em porto ou como recurso em caso de emergência, modificações estruturais e instalação de equipamentos de apoio à vida.
A Marinha Real Norueguesa opera uma frota de cinco navios F-310 do tipo F-100 mas modificadas que compõem a Classe Fridtjof Nansen. Presentemente são construídos três navios também baseados no desenho F-100 para a Marinha Real Australiana pelo consórcio AWD Alliance que compreende a Defence Materiel Organisation, o ASC e a Raytheon Australia e como parceiros a Navantia, a Marinha dos Estados Unidos e a Lockheed Martin. Os navios que compõem a Classe Hobart serão entregues em 2016, 2017 e 2018.
A Turquia opera na atualidade 8 fragatas do tipo OHP (Oliver Hazard Perry) que compõem a Classe Gabya das quais 4 recebem diversos melhoramentos, a Classe Yavuz com 4 fragatas MEKO 200TN Track 1 e a Classe Barbaros com 4 unidades MEKO 200TN Track II A/B. Victor M.S. Barreira
Fotografia : A Navantia deverá oferecer por a fragata do tipo F-100 à Turquia, aqui a F-105 SPS "Cristóbal Colón" (Navantia).


Copyright © Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.