Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

A Força Aérea do Perú e a KAI modernizam hangares para montar o KT-1

Na Base Aérea de “Las Palmas”, a Força Aérea do Perú e a Korean Aerospace Industries (KAI) –no contexto de uma cerimônia simbólica- deram inicio aos trabalhos para modernizar e  reabilitar os hangares nos quais vai ser instalada a linha de montagem das aeronaves de treinamento KT-1P Ungbi adquiridos em novembro de 2012. O contrato para adquirir e coproduzir  os KT-1P foi negociado de governo a governo e aplicando a Diretiva sobre  Compensação Industrial , chegou a 208.8 milhões de dólares. O pagamento inicial representou o 30% do total, sendo programado o resto, quando fabricadas e entregues as aeronaves.

Entre outras coisas, o contrato prevê um processo de treinamento de pessoal ,de pilotos, engenheiros e técnicos da Força Aérea, não só para a operação dessas aeronaves, mas também nos processos de produção de plantas durante a fabricação dos primeiros quatro unidades , ainda na Coréia. As 16 aeronaves restantes serão co-produzidas na linha de montagem de "Las Palmas" alcançando assim um ambicioso processo de transferência de tecnologia, que vai impulsionar a indústria da aviação peruana. Além disso, o Programa de Compensação  Industrial (offset) compreende ainda a co-produção de peças e componentes, um simulador de vôo, um centro de testes funcionais e de transferência de tecnologia em UAVs. De acordo com informações extra-oficiais, a entrega dos 4 KT-1P fabricados na Coréia está prevista para agosto de 2014.

O KT-1P - projeto de exportação com base no KT-1C - é um avião de treinamento primário com uma certa capacidade de realizar missões de apoio de combate. O seu comprimento é de 10,26 m, 10,59 m de envergadura, e uma altura de 3,68 m, por uma  área de asa, de 16 m.  São  propulsados por um Pratt & Whitney PT6A-62 de 950 hp que proporciona uma velocidade de cruzeiro de 574 Km / h, teto de até 11.580 de operação. e um alcance de 1,300 km. O peso máximo de decolagem é 2,500 kg. O KT-1C tem uma cabine equipada arte aviônica, entre outros, monitores multifuncionais (MFD), computador de missão (MC) e painel BFI (Back-up Instrumento Fligth), além de um sistema de O KT-1P - projeto de exportação com base no KT-1C - é um avião de treinamento primário com uma certa capacidade de realizar missões de apoio de combate. Seu comprimento é de 10,26 m, 10,59 m de envergadura. e altura de 3,68 m, e a sua área de asa, de 16 m. Eles são alimentados por um Pratt & Whitney PT6A-62 de 950 hp que proporcionam uma velocidade de cruzeiro de 574 Km / h, teto 11.580 operação m. e uma gama de 1,300 km. O peso máximo de decolagem é 2,500 kg. O KT-1C tem uma cabine equipada com aviônica de última geração, entre outros dispositivos, monitores multifuncionais (MFD), computador de missão (MC) e painel BFI (Back-up Instrumento Fligth), além de um sistema de geração de oxigênio ( OBOGS).

A versão de ataque do KA-1 conta com - além da MFD e MC - controle HOTAS (Hands On Throttle-And-Stick), sistema de navegação inercial (INS) e GPS, e um HUD / UFCP ,além de  compatibilidade com equipamentos de visão noturna. Ambas as versões oferecem cinco pontos duros para metralhadora FN   HMP-250 12,7 milímetros, bombas  MK-82 de 250 kg. e MK-83,  de 500 kg, lançador LAU-131 lançador de 70 mm. e tanques de combustível. (Alejo Marchessini, Correspondente do Grupo Edefa em Lima).


Copyright © Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.