Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

A Força Aérea Brasileira de programa o seu primeiro Super Puma

A Força Aérea despediu na Base Aérea dos Afonsos (Rio de Janeiro) no último 27 de novembro ao seu primeiro helicóptero Super Puma, série que, substituindo a primeira versão do Puma, localmente denominada CH 33, a qual começou a ser incorporada em 1986 . Com capacidade para 27 tripulantes e cerca de quatro toneladas de carga útil, a aeronave ficou 29 anos em operação nessa unidade aérea, onde cumpriu mais de 48 mil horas de voo em diversas missões. Entre elas, o transporte dos Papas Bento XVI e Francisco, de comitivas presidenciais, de pessoas desabrigadas e a realização de evacuações aero-medicas.

Mais recentemente, em novembro, o helicóptero ajudou a combater um grande incêndio florestal na Chapada Diamantina, na Bahia, junto a outras aeronaves, entre elas um Hércules C-130 dotado de tanques de água internos. Neste momento, a esquadra substitui esta série pelo H-36 Caracal , tendo recebido o seu primeiro exemplar em setembro passado. Mais moderno, o H-36 tem o diferencial de cumprir também à noite as mesmas missões do H-34. O helicóptero possui, ainda, um sistema automático de controle de voo, o que confere mais possibilidades para a aeronave, como facilidade de navegação durante o mau tempo. Para fortalecer esta característica, conta com um sistema de controle automático de voo. Pilotos e técnicos têm realizado treinamentos para realizar a transição para a nova aeronave.

Estes treinamentos tem sido ministrados em Belém pelo Esquadrão Falcão (1º/8º GAV) , uma unidade que recebeu o H225M em 2011. As aulas apresentaram voos noturnos e diurnos, IFR (voo por instrumentos), quadros de emergência num dos motores, resgate na agua, bem como diversos usos das modernas tecnologias e diferentes sistemas do helicóptero. Também foram incluídas técnicas de manutenção e outras atividades com as equipes de resgate. Destaca-se como um dado muito importante que a frequência das inspeções no novo helicóptero é mais espaçada, o qual permite uma maior disponibilidade a favor do Caracal. (Javier Bonilla )


Copyright © Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.