Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

Expal abre na Belarus uma planta para a destruição de minas armazenadas PFM-1

O passado 27 de maio foi inaugurado oficialmente a planta de desmilitarização, que a multinacional espanhola Expal instalou para a destruição do arsenal de minas PFM-1 desse país. O programa é o resultado de um concurso internacional convocado pela União Europeia, no qual resultou vencedora a  EXPAL, de cerca de 3,4 milhões de minas.

À cerimônia, que foi presidida pelo viceministro da Defesa da Belarus asistiram altos representantes da UE , um amplo número de embaixadores europeios, autoridades militares e pessoal da empresa.

A planta construida , foi especialmente desenhada pela Expal para desenvolver para desenvolver este programa de acordo às normas ambientais e de segurança europeias.Trata-se da primeira unidade capaz de desenvolver este tipo de trabalhos, até agora nunca realizados.

A ajuda da UE para destuir os arsenais de minas terrestres PFM-1  da República de Belarus está ligada à ratificação deste país a Convenção de Ottawa sobre a Proibição do Uso, Armazenamento, Produção e Transferência de este tipo de munições e a sua destruição.

Os Serviços de Desmilitarização da EXPAL cobrem a remoção de munições e explosivos obsoletos, não utilizados ou excedentes. A experiência, know-how, tecnologias, processos próprios , bem como as capacidades de recuperação e reutilização de materiais destas munições e explosivos, que são utilizados para a sua reintegração em um novo ciclo de vida no sector civil, levaram à empresa espanhola até uma posição clara de liderança nesta atividade.


Copyright © Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.