Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

O Exército do Chile escolhe o Galil ACE da IWI como o seu novo fuzil de serviço

(defensa.com) O Exército do Chile selecionou definitivamente o fuzil de assalto Galil ACE em 5,56 mm. OTAN, do fabricante israelense Israel Weapon Industries (IWI), como o seu novo armamento de assalto padronizado, finalizando um processo de escolha iniciado em 2007 no projeto Titânio, o qual pretendia dotar de um armamento comum ao Exército e à Infantaria de Marinha, amas as partes avaliando os candidatos com os seus requisitos específicos.

O Exército tinha preferência pelo fuzil de assalto SIG-Sauer 556, pois alguns exemplares dos modelos 510 e 540 eram fabricados por FAMAE (Fábricas y Maestranzas del Ejército, uma empresa estatal sob o seu controle). Inclusive, em 2010 esta empresa começou a fabricá-lo com licença européia aguardando o pedido do Exército. Sem acordo, a Armada do Chile abandonou o projeto Titânio em 2011, e decidiu em 2013, selecionando o Fuzil de Assalto Scar L da firma belga FN Herstal.

No entanto, parece que o seu desempenho do aparelho não foi inteiramente satisfatório depois de detectar falhas causadas por areia do deserto, assim começando a busca por um novo fuzil de assalto que foi concluída agora. É até possível que a arma seja fabricada sob licença no Chile por FAMAE, mas até agora não transcenderam dados de preço, quantidades exatas ou séries a ser escolhidas.

O Galil ACE é um desenvolvimento atualizado do Galil original, desenhado em Israel anos atrás, a partir do mecanismo de operação por gás e desenho confiável Kalashnikov, em serviço em vários exércitos da América e também é fabricado sob licença na Colômbia por Indumil.

A linha Galil ACE em 5,56 x 45 padrão da OTAN é composta por três modelos, ACE 21, 22 e 23, que diferem principalmente no comprimento do cano, que varia de 21,5 cm no ACE 21, aos 46 do ACE 23, o que influencia no comprimento e o peso global da arma e na velocidade do projétil na saida do canhão, maior, quanto maior a longitude deste. Galil emprega botas, com uma capacidade de 35 rodadas e pode operar em modo automático ou semi-automático, tendo coronha extensível e capacidade de tiro ambidestro.

Em conformidade com os requisitos modernos, a arma tem excelente ergonomia e conta com vários trilhos Picatinny para instalar miras de diversos tipos (holográfica, diurna ou noturna) ou acessórios (alças táticas ou lanternas, por exemplo). (JNG)


Copyright © Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.