Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

Espanhola SAES apresentou-se em Istambul

A Espanhola SAES (Sociedad Anonima de Electrónica Submarina), especializada no desenvolvimento e produção de sonares para submarinos, minas navais, sistemas de simulação, analise e processamento de informação e tecnologias associadas marcou presença no evento internacional dedicado aos sistemas e tecnologias marítimas mastEurAsia 2014 realizado em Istambul, Turquia entre os dias 20 e 22 de Maio.

Durante o evento, a empresa de Cartagena deu a conhecer soluções como os sonares para submarinos SOCILSUB e SOLARSUB DTAS & TAHS, este último do tipo digital rebocado para os futuros submarinos de ataque da Marinha Espanhola e que incorpora um sistema de manuseamento, o sistema de monitorização da assinatura acústica própria ONMS para submarinos e navios de superfície, o sonar de detecção DDS-03, a família de processamento acústico por bóias SPAS, o sensor de enlace SDL escolhido para as corvetas da Classe Visby da Marinha Sueca, as minas navais MILA 6C e MINEA, o sistema interactivo de classificação SICLA, as tecnologias de simulação e treino de submarinos SATS e SIMAC-S80, assim como o sistema MT-TAT de treino de missão e de treino táctico da tripulação na operação de elementos acústicos instalados em aeronaves de patrulha marítima Lockheed Martin P-3 Orion.

O sistema de simulação de treino táctico e operacional SATS é hoje empregue no treino das tripulações dos submarinos Agosta da Marinha Espanhola. O sistema de simulação acústica SIMAC-S80 foi desenvolvido para os S80. O sistema acústico SPAS-32 integra o programa de modernização das 9 aeronaves de patrulha marítima P-3AM Orion da Força Aérea Brasileira (FAB) conduzido pela EADS Defence & Space. (Victor M.S. Barreira)

Fotografia: A Espanhola SAES apresentou no evento mastEurAsia 2014 a sua gama de soluções navais (Victor M.S. Barreira).


Copyright © Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.