Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

A epidemia de cólera poderia estar por trás do anúncio precipitado de retirar as tropas uruguaias do Haiti

Mesmo que o entorno político do presidente, e ele próprio tente divulgar que a inquietude de José Mujica para apressar o retiro das numerosas tropas uruguaias do Haiti, poderia ser um agrado à esquerda radical, a verdade por trás desta mensagem, poderia surgir do incontrolável surto de cólera que afeta a este país. A epidemia, que causou uma grande alerta aos organismos internacionais Até o momento houve 685.000 casos de cólera, dos quais cerca de 380 mil exigidos algum tipo de internação hospitalar, com 8.400 mortes pela doença.

Na República Dominicana, única fronteira terrestre do Haiti, cerca de 32 mil pacientes contraíram cólera e morreu cerca de 500, enquanto em Cuba- onde o último surto de volume tinha sido em 1882- foram atendidos 700 pacientes com umas quatro mortes.

Uruguai e o seu sistema de saúde não estariam preparados para lidar  no país com as doenças tropicais típicas, as que não fazem parte da hipótese de trabalho de saúde local. Esta possibilidade também transforma a equação custo-benefício para o Estado, no que se refere ao envio de tropas para cenários africanos e do Caribe, até ontem gerando apreciáveis expectativas econômicas nas tropas e no mercado local, hoje comece a ser fortemente questionado (Javier Bonilla).


Copyright © Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.