Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

EAU querem radares Ground Master 200

(defensa.com) As autoridades dos Emirados Árabes Unidos (EAU) aprovaram a aquisição de 17 radares móveis terrestres para defesa anti-aérea Ground Master 200 (GM 200) da ThalesRaytheonSystems (TRS). Ao anúncio feito durante a recente visita do Ministro da Defesa Francês Jean-Yves Le Drian ao país do Medio Oriente deverá seguir-se um contrato de largos Milhões de Euros a ser celebrado nos próximos meses.

Este caracteriza-se por ser um sistema tridimensional multi-função de médio alcance operado na Banda-S em operações de vigilância do espaço aéreo na deteção de caças e outras aeronaves de asa fixa, helicópteros, veículos aéreos não tripulados, mísseis de cruzeiro e munições empregues por sistemas de artilharia de campanha, morteiros pesados e sistemas de lançamento foguetes múltiplos, e na coordenação de mísseis terra-ar, possuindo um alcance máximo de 250 km quando empregue em modo de vigilância e de 100 km em modo de emprego. O sistema consiste num contentor de 20 pés com estações de trabalho para dois elementos e transportado por um veículo tático pesado, onde está instalada uma antena principal suportada por um mastro acoplada a uma antena secundaria de identificação amigo ou inimigo, para além de mecanismos associados de controlo, terminais digitais de comando e controlo, meios de transmissão, analise e processamento, um gerador de energia, um sistema inercial de navegação, um sistema de arrefecimento e atuadores.
O GM 200 foi oficialmente apresentado em Junho 2010, tendo desde essa data conseguido dois contratos, com o primeiro cliente a receber a primeira unidade construída em 2012.
Durante a visita, foi também anunciada a compra de dois satélites militares de observação a construir e lançar por um consórcio formado pelas empresas EADS Astrium e Thales Alenia Space. Estima-se que o negócio deverá incluir o fornecimento de instalações terrestres de comando e controlo e serviços de formação na operação dos satélites e na análise e interpretação das imagens recebidas desde os satélites adquiridos no âmbito do programa nacional Falcon Eye.
A França tem sido um tradicional fornecedor de equipamentos militares do país que integra o conselho de cooperação do golfo. Outras duas grandes empresas Francesas, a Dassault Aviation e a Nexter Systems procuram vender ao EAU os seus sistemas der armas, a primeira o caça Rafale e a segunda, viaturas blindadas de rodas 8x8 VBCI (Véhicule Blindé de Combat d'Infanterie). Entre 1994 e 2008, os EAU receberam da Nexter Systems um total de 388 carros de combate Leclerc, 46 Leclerc na configuração de recuperação e duas unidades de treino em condução. Mais recentemente foram adquiridos à Nexter Systems conjuntos modulares de proteção AZUR para os Leclerc. A MBDA forneceu mísseis superfície-ar VL MICA e mísseis anti-navio Exocet MM30 Block 3 para navios de superfície e a Sagem foi contratada para instalar sistemas eletro-óticos EOMS NG para as corvetas da Classe Baynunah. (Victor M.S. Barreira)
Fotografia : Os EAU esperam receber 17 exemplares do GM 200 (TRS).


Copyright © Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.