Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

A Direcção-Geral de Armamento e Material encomenda a Indra o desenvolvimento de um UAV de asa rotativa por 5.5 milhões de euros

A Plataforma de Compras do Estado anunciou a adjudicação à empresa espanhola Indra o desenvolvimento de um veículo aéreo não tripulado (VANT) de asa rotativa no valor de 5.500.000 €€. O anúncio refere-se especificamente ao "desenvolvimento de um demonstrador de um sistema aéreo tripulado remotamente de asa rotativa Classe II para uso em terra e missões navais". A referência a Categoria II se encaixa no sistema tático de tipo MALE (Medium Altitude Long Endurance).

O registro, encaminhado pelo Serviço Geral de Aquisição de DGAM por trâmite normal, sem publicidade, abriu com um orçamento máximo de 7,3 milhões, mas a Indra acabou oferecendo um montante de 5,5 milhões. O desenvolvimento do sistema deve ser concluído antes do final de 2016. Assinado o contrato se estabelece um calendário de pagamento distribuído em quatro anualidades, entre 2014-2016, de acordo com o qual Indra receberá € 300.000, 2.000.000, 3.000.000 e finalmente 200.000 em 2016.


Indra tem em seu catálogo o VANT tático de asa rotativa   Pelican desenvolvido a partir de um veículo aéreo não tripulado da empresa sueca Cybaero, que está pronto desde 2012. O sistema pode ser formada por até quatro veículos não tripulados controlados pela mesma estação terrestre, permitindo uma operação às 24 horas por dia durante longos períodos. Dada a natureza e tamanho do veículo é ideal para o seu desdobramento em navios, uma necessidade que deseja cobrir a Armada há muitos anos desde a sua participação em missões contra a pirataria.

Em 16 de janeiro soubemos do Almirante Chefe de Estado Maior da Armada (AJEMA), almirante general Jaime Muñoz-Delgado, que a Marinha estava à procura de opções para preencher esta lacuna após avaliar o Skeldar na Operação Atalanta desde o Navio de Ação Maritima (BAM) Meteoro, conforme já foi publicado em defensa.com (JNG)


Copyright © Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.