Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

Coréia do Sul fecha um contrato de 422 milhões dólares americanos com Filipinas para a venda de 12 aviões de treinamento FA-50

(defensa.com) Após a Indonésia, as Filipinas serão o próximo país no sudeste da Ásia em incorporar a aeronave FA-50 da Coréia do Sul como treinador da Força Aérea. Isso foi confirmado com a agência Reuters citando o subsecretário de Defesa filipino quem explicou que Manila vai comprar 12 aviões deste tipo da KAI (Korea Aerospace Industries) em um contrato avaliado em U$A 422.000.000 (307 milhões de euros).

As duas primeiras unidades serão entregues para a Força Aérea das Filipinas (PAF) um ano e meio após a assinatura deste acordo, sobre o final 2015. No que diz respeito às parcelas de pagamento, Manila está empenhada em entregar 15% do montante total inicialmente. Esperava-se que esta decisão foi tomada no ano passado, mas a chegada do tufão que atingiu o país no final de 2013 obrigou as autoridades a aumentar os prazos para escolher o seu avião de treinamento.

As mesmas fontes especificaram que a assinatura do contrato, prevista para o primeiro semestre de 2014, será concretizada o próximo 15 de março. Este acordo foi confirmado, considerando que “era um projeto importante, junto às fragatas da Marinha de Guerra, para construir uma mínima capacidade de defesa confiável.”

Esta decisão foi confirmada em uma época em que as Filipinas estão a enfrentar a Ao longo dos próximos cinco anos, um plano para modernizar suas capacidades de defesa no valor de 1.680 milhões de dólares, a fim de ser reforçada antes da crescente presença da temida China, no Mar da China Meridional, onde Pequim reclama certos territórios controlados Filipinas os que são ricos em recursos pesqueiros, principalmente.

Além disso, a Coréia do Sul concluiu durante este mês de fevereiro as entregas de todas as unidades do contrato celebrado com a Indonésia para a compra de 16 aeronaves de treinamento T-50 Golden Eagle. (J. Martinez)


Copyright © Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.