Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

Continuam os contatos dos fornecedores pela futura rede VTS uruguaia

(defensa.com) Após a chegada, da consultora italiana Vitrociset, a finais de Vitrociset outra consultora italiana, Elman, oferecia a Uruguai um pacote conformado, entre outros dispositivos, por radares Terma, empresa danesa, também representada localmente por Quartz, que, do seu lado, integraria estes produtos, com sistemas ambientais ou meteorológicos da brasileira IACIT. Simultaneamente, fontes muito próximas comentaram com defensa.com que aspiram a apresentar um projeto em acordo às normas IALA V-128 expressamente citadas nos requerimentos da Armada Nacional Uruguaia.

Rafael, por sua vez, solicitou à italiana Gem, cotar radares para a sua proposta, enquanto a Elta- apresentando um questionado produto, alheio ás normas IALA, E/LM 2226- teria avaliado preços de torres e outros elementos de engenharia civil com uma poderosa empresa paraguaia especializada, entanto a española Indra, vai atualizar parte da sua oferta com radares mais modernos. O grupo turco Aselsan, até o momento, oferece alternativas sujeitas a normas MIL.

Decorrente do incremento do tráfego marítimo- inocente ou clandestino- em águas territoriais e no Cone Sul, bem como as pesquisas petroleiras, crescente e pouco controlada atividade pesqueira, ou abundante presença sazonal de transatlânticos e navios esportivos de alto nível, as empresas de seguros marítimos devem começar a exigir em pouco tempo a Uruguai, atualizar as suas ajudas à navegação, cobertura e / ou comunicações de radar e capacidade de SAR para evitar um aumento comercial e operacionalmente inviável das tarifas desses mesmos seguros para aqueles países ou áreas marítimas que operem sem estas vantagens tecnológicas e de segurança, tema preocupante para os armadores e demais empresários do setor. (Javier Bonilla)


Copyright © Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.