Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

O congresso argentino aprova os orçamentos 2014. Defesa inclui os recursos destinados à compra dos Mirage F-1 espanhois para a Força Aérea Argentina

Tal como foi adiantado por defensa.com a meados de setembro, o requerimento por parte do Ministério de Defesa argentino de 1.217.264.000 pesos, equivalentes a 160 milhões de euros para a aquisição de Mirage F- 1 ex Força Aérea Espanhola, foi aprovado pelo Congresso argentino, no capítulo de investimentos do Ministério da Defesa no orçamento geral do país para 2014. Os F- 1 devem substituir os veteranos e obsoletos Mirage III da Força Aérea Argentina , em processo de desprogramação .

Além disso, entre os programas aprovados para a Defesa, no orçamento detalhado 2014 está agendado cumprimento dos compromissos existentes com a “Fábrica Argentina de Aviones Gral San Martín SA” (FAdeA) para manutenção , modernização e produção de aviões Pampa . Além disso, "deve se honrar o contrato de prestação de manutenção e recuperação de material aeronaval, de acordo com o Plano de Acção Progressiva para a Marinha".

O texto detalha, que da mesma forma, espera-se que continue a transformação dos helicópteros Bell UH-1H em modelo Huey II, a modernização dos C-130 aeronaves, o desenvolvimento e produção de aeronaves de treinamento básico primário IA -73 Unasul sul-americano e a modernização dos radares móveis  TPS para ser incluída no  Sistema de Monitoramento e Controle do Espaço Aéreo .

Em relação ao  F-1 , em setembro passado em defensa.com já foi adiantado que as negociações estavam em um estágio avançado, apesar de algumas tentativas de Israel , oferecendo caças Kfir , em vez dos espanhois. Em 14 de setembro, entrou o projeto de orçamento 2014 no Congresso Nacional Argentino de 2014 para apreciação e aprovação, finalmente acontecida há poucas horas.


Copyright © Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.