Actualidad
Spanish Chinese (Traditional) English French German Italian Portuguese Russian

Airbus Military revela mais detalhes da versão anti incêndio do C295

(defensa.com) Airbus Military completou a segunda rodada de testes de seu protótipo de combate a incêndios C-295, sendo aguardado um amplo conjunto de dados acerca do desempenho do seu sistema de lançamento de água. Após os primeiros testes, a empresa realizou sete operações água liberação em uma área de teste perto de Córdoba, Espanha, usando o equipamento para medir o padrão de dispersão de água no terreno.

Os testes, bem sucedidos , foram muito encorajadores, confirmando que os diferentes desempenhos da aeronave durante o lançamento de água foram altamente satisfatórios. Nas próximas semanas, os dados serão analisados em detalhe , ajudando a decidir a configuração final anti incêndio do C295. Durante os testes, a aeronave transportou,no seu depósito 3500 litros de água , lançados por gravidade através de dois distribuidores localizados na parte inferior da fuselagem.
A configuração prevista, poderá proporcionar o dobro da capacidade ,utilizando dois tanques de 3500 litros ,a serem instalados por um sistema de carga rodada (roll-on/roll-of) que permitem que a aeronave a ser utilizada para missões de transporte quando não seja necessária para as tarefas de combate a incêndios, o que aumenta significativamente a rentabilidade da plataforma.

Jerónimo Amador, chefe do escritório para o mercado de desenvolvimento de aeronaves leves e meio de Airbus Military expressou: "Estamos muito satisfeitos com o progresso dos testes que fizemos até agora e muito entusiasmados com os resultados Agora vamos analisar os dados, com mais detalhes e intensificar nossos contatos com clientes potenciais interessados no C295 como o anti incêndio. Uma solução de roll-on/roll-off-on baseado em esta flexibilidade representa um excelente potencial para enfrentar os desafios financeiros que enfrentam as autoridades responsáveis pelo combate aéreo ao fogo em todo o mundo”.


Copyright © Grupo Edefa S.A. Prohibida la reproducción total o parcial de este artículo sin permiso y autorización previa por parte de la empresa editora.